Byron Katie e o que estamos buscando: “Não tenho uma oração, mas se tivesse, seria essa”

O que você gostaria para sua vida neste momento? O que lhe falta? O que você vem buscando na sua vida, com suas ações, através dos dias?

Se você pudesse se ajoelhar neste momento e fazer um grande pedido, uma oração, mesmo sem saber a quem exatamente, o que você pediria? Qual seria sua oração?

Alguém uma vez disse que a melhor oração era simplesmente dizer “Obrigado“. Ela expressaria o máximo da gratidão e do reconhecimento pelo que se tem na vida — se realmente vier do coração. A autora e terapeuta americana Byron Katie, criadora da abordagem conhecida como “The Work” (O Trabalho), vem há algum tempo escrevendo livros, realizando workshops e tentando demonstrar que já temos tudo que poderíamos precisar, e que o que resulta de não percebermos isso é sofrimento. Ela escreveu o seguinte sobre oração:

Eu geralmente digo que se eu tivesse uma oração, seria esta: “Deus, poupe me do desejo por amor, aprovação ou apreciação. Amém”.

Não tenho uma oração, claro, porque não quero nada além que eu tenho. Eu conheço a benevolência da vida. Por que eu rezaria por algo diferente, que seria sempre menos do que o que está vindo?

Deus é um outro nome para realidade. É completa, perfeita e me enche com sua máxima alegria.

O pensamento de pedir por algo que não existe nunca sequer aparece. Mas se eu continuar acreditando em meus pensamentos, rezaria por uma coisa antes das outras: de ser poupada do desejo por amor. Esse desejo só causa confusão e miséria. Bloqueia a consciência do que você já tem na realidade.

É sofrido buscar o que você nunca pode ter fora de si mesmo. Digo “nunca pode ter” porque obviamente você não entende o que você está buscando. Se você entendesse, a busca estaria acabada.

— Byron Katie, “Not Seeking Approval

//////////

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog, terapeuta na Hridaya Terapia (São Paulo) e proprietário do Dharma Office.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *