O que é o Dharmalog

“Quando um homem não encontra a si mesmo, não encontra nada”.
~ Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832), escritor, biólogo, médico e filósofo alemão

“Quem conhece o outro é sábio, quem conhece a si mesmo é iluminado”.
~ Lao Tsé (604 aC – desconhecida), filósofo e místico chinês

“Seu trabalho é descobrir seu mundo e então com todo seu coração entregar-se a ele”.
~ Siddharta Gautama, o Buddha (563 aC – 483 aC), filósofo indiano iluminado de cujos ensinamentos foi criado o Budismo

“Quando o Eu se confunde com o corpo e a mente é soterrado por medos mortais. O Eu recupera sua ausência de medo ao realizar a Verdade de Si Mesmo.”
~ Adi Shankara (788-820), filósofo indiano consolidador do Advaita Vedanta

“Auto-conhecimento é a última conquista que, poderíamos dizer, não necessita de mais conquistas. Qualquer outro tipo de conquista não pode dar a uma pessoa felicidade e segurança duradouras. Mas ao ganhar auto-conhecimento, onde uma vida de busca encontra seu ápice, todas as conquistas são realizadas.”
~ Swami Dayananda, swami hindu e mestre de Advaita Vedanta

“Os homens viajam para se maravilharem com
a altura das montanhas
as ondas imensas do mar
os longos cursos dos rios
o vasto âmbito do oceano
o movimento circular das estrelas
e passam por si mesmos sem se maravilhar”
~ Santo Agostinho (354-430), filósofo, teólogo e bispo doutor da Igreja Católica

“Esse erro de não te conheceres a ti mesmo é a fonte de todas as tuas tristezas e a causa de todos os teus tropeços”.
~ Sri Aurobindo, filósofo, poeta e yogue indiano, fundador do Yoga Integral

“Você está procurando alegria e paz em lugares distantes. Mas a primavera da alegria está no seu coração. O refúgio da paz está em você mesmo.”
~ Sri Sathya Sai Baba (1926-2011), guru indiano de Bhakti Yoga

“Desejo tão somente afirmar que a pior desgraça para todo homem seria permanecer espiritualmente no engano em relação à natureza das coisas e que não há nada de mais desagradável e detestado do que ter e possuir na própria alma a ignorância e a mentira.”
~ Platão (424/423 aC – 348/347 aC), filósofo e matemático grego, fundador da Academia (Atenas)

“Se você conquistar o conhecimento do Eu, o significado da vida não será mais um mistério. Você compreenderá claramente o porque e o como deste universo. Todas as coisas transcendentais serão conhecidas para você como a maçã na palma da sua mão”.
~ Swami Sivananda (1887-1963), mestre indiano de Yoga e Vedanta, fundador da Divine Life Society e autor de mais de 200 livros

“Sem auto-conhecimento, sem entender o funcionamento e as funções de sua máquina, o homem não pode ser livre, não pode governar a si mesmo e será para sempre um escravo.”
~ George Gurdjieff (1866-1949), filósofo e místico greco-ârmênio

“Conhece a ti mesmo” (gn?thi seauton)
Oráculo de Delfos (Monte Parnassus, Grécia)

“O mais útil e o menos avançado de todos os conhecimentos humanos me parece ser o do homem; e ouso dizer que só a inscrição do templo de Delfos continha um preceito mais importante e mais difícil do que todos os grossos livros dos moralistas.”
~ Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), filósofo suíço

“Existe somente Uma Mente e não uma partícula de qualquer outra coisa pra segurar, pois esta Mente é Buda. Se vocês praticantes do Caminho não despertarem essa substância da Mente, vocês encobrirão a Mente com pensamento conceitual, vocês buscarão o Buda do lado de fora, e vocês permanecerão apegados às formas, práticas pias e assim por diante, todos coisas prejudiciais e não o caminho para o conhecimento supremo”.
~ Huang Po (desconhecida-850), mestre zen-budista chinês

“Todos os homens deveriam lutar
para aprender, antes de morrer
do que estão fugindo, e para onde, e porquê.”
~ James Thurber (1894-1961), escritor e cartunista americano

“Olhe dentro das profundezas de sua própria alma e aprenda primeira a conhecer você mesmo, então você entenderá porque essa doença tinha que acontecer a você e talvez assim você evite ficar doente dali em diante.”
~ Sigmund Freud (1856-1939), médico austríaco fundador da Psicanálise

“Para realizar Deus você tem que querê-Lo tanto quanto um homem se afogando quer ar”.
~ Paramahansa Yogananda (1893-1952), yogue indiano e guru de Kryia Yoga, autor de “Autobiografia de Um Yogue”

“Encontre Deus. Esse é o único propósito da vida. Terá nascido em vão quem, tendo alcançado um nascimento humano, tão difícil de conseguir, não tente realizar Deus nesta vida.”
~ Sri Ramakrishna (1836-1886), mestre e místico yogue indiano, guru de Swami Vivekananda

“A única coisa necessária é você fazer o contato com seu Eu interno. Todos sabemos disso, mas quando vamos viver, esquecemos.”
~ José Trigueirinho Netto, filósofo espiritualista brasileiro

“É preciso primeiro conhecer a si mesmo antes de conhecer qualquer outra coisa. Somente quando a pessoa entendeu a si mesma internamente, e então enxerga o caminho na sua frente, é que sua vida adquire calma e significado”.
Søren Kierkegaard (1813-1855), filósofo dinamarquês

“A viagem real da descoberta não consiste em procurar novas terras mas em ver com novos olhos”.
~ Marcel Proust (1871-1922), romancista francês autor de “Em Busca do Tempo Perdido”

“Ne te quaesiveris extra” (não procure fora).
~ Ralph Waldo Emerson (1803-1882), filósofo transcendentalista e poeta americano
BEM-VINDO AO DHARMALOG

Dharmalog é um site que traz conteúdos que atendem as inquietudes humanas, que busca o caminho do auto-conhecimento e as descobertas da vida e do dharma, um conceito oriental (e uma palavra em sânscrito) que significa a “essência natural e verdadeira da existência” (veja mais). É inspirado pelo “gnothi sauton”, ou “conhece a ti mesmo“, como está no Oráculo de Delfos, na Grécia. É sobre o somos, sobre descobrir a existência, a realidade, sobre o que os grandes filósofos, sábios, cientistas, mestres e pesquisadores de si mesmo encontraram, quase todos (ou todos) apontando na mesma direção. E que alguns de nós, intuitiva ou racionalmente, buscamos e queremos conhecer. É sobre nosso encontro com as verdades disso tudo.

Trazer algumas dessas sabedorias, traduzi-las, tentar entendê-las e também conectá-las ao nosso dia-a-dia, ao que acontece ao redor do mundo, ao que pode nos ajudar nessa compreensão, é uma das motivações principais desse site. Não é budista, não é hindu, não é existencialista, não é cristão, não é yogue, não é nihilista, não é sufista, não é transcendentalista nem nenhum “ista”, nem tem nada em princípio contra nenhum deles. O Dharmalog é uma contemplação dessa imensa flora de caminhos e sabedorias que temos para nos conhecer nesse breve espaço diário que temos passando pela Internet e podemos colher algo de essencial pra vida.

Todos os posts contém uma grande reverência a todos as pessoas e textos e principalmente aos mestres e sábios que descobriram o caminho para a Verdade e se dedicaram a construir e nos deixar rastros que podemos usar agora, nesse mundo que se espalha rapidamente pelas redes. Seres como Siddharta Gautama, o Buddha histórico, como Sri Adi Shankara, Milarepa e Sri Ramana Maharshi, como Platão, Swami Sivananda, Jiddhu Krishnamurti, Nagárjuna, Sri Aurobindo e Dilgo Kientse Rinpoche, como Mestre Eckhart, Huang Po e Dogen Zenji, como Albert Einstein e William Shakespeare, como Alan Watts, Ram Dass, Ken Wilber, Thich Nhat Hanh, Chögyam Trungpa Rinpoche, Eckhart Tolle, Dalai Lama e tantos outros, em mais de 2 mil posts publicados aqui. Há inspiração de pessoas aparentemente fora do “mundo espiritual”, como Oprah Winfrey, Jim Carrey, John Lennon, Steve Jobs, Kelly Slater, entre outros, e de filmes como “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, “The Matrix”, “O Curioso Caso de Benjamin Button” e “A Viagem”. O propósito é sempre colocar a existência sobre a claridade da compreensão, trazer luz, provocar, inspirar e acordar nossa capacidade de finalmente conhecer a nós mesmos e de viver em liberdade e plenitude.

Bem-vindo, clique nos posts ao redor e volte sempre — ou assine para receber novos posts por email, curta no Facebook, siga no Twitter ou no Google+.

Namastê.

Luiz Fernando Pereira
Fundador, Curador e Editor
DHARMALOG.COM

 

“Quando aprendemos a lidar diretamente com nossas queixas e dificuldades, idéias romantizadas do caminho espiritual deixam de ter significado. Nós vemos que o que é importante é assumir responsabilidade por nós mesmos, e sempre estarmos conscientes de nossos pensamentos, sentimentos e ações.”
~ Tarthang Tulku