Entendendo a “ponte do desconhecido para o conhecido” em nossa vida através dos sonhos, por Tenzin Wangyal Rinpoche

Se nos perdemos todas as noites, que chance temos de estar conscientes quando a morte chegar?“. Pra aprender a não se perder todas as noites, o mestre de Budismo Bön, Tenzin Wangyal Rinpoche, vai ministrar o raro curso “Yoga dos Sonhos e do Sono” nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro no Jardim Paulista, em São Paulo. Indiano de descendência tibetana, Tenzin Wangyal é fundador do Ligmincha Institute, responsável pela preservação e propagação dos ensinamentos do Budismo Bön, tradição religiosa mais antiga do Tibete, e é autor dos livros “Os Yogas Tibetanos do Sono e do Sonho” (Devir, 2010), “A Cura Através da Forma, da Energia e da Luz” e “Despertando o Corpo Sagrado”.

Para ter uma idéia – seja para quem vai ou para quem não vai ao curso – algumas explicações e introduções valiosas sobre este yoga tibetano e sobre a importância da consciência nos sonhos estão em dois vídeos gravados em palestras passadas de Tenzin Wangyal Rinpoche, uma no México, em 2013, logo abaixo (que contém também já alguns exercícios básicos), e outra no Brasil, em São Paulo, em 2010, a sequência. O primeiro tem tradução falada durante o vídeo para o espanhol e o segundo para o português.

Mais informações sobre o curso e inscrições na página do Ligmincha Brasil no Facebook.

“Os sonhos são um ponto de encontro entre o divino e o humano, entre a vida e a morte, o mundo humano e o mundo espiritual, o mundo conhecido e o desconhecido, e todas essas possibilidades estão no sonho. (…) Os sonhos que você tem tido nos últimos 10 ou 15 anos, de maneira consistente e recorrente, por exemplo, de alguma maneira estão lhe dando mensagens muito precisas e consistentes, mas você não tem sido capaz de ouvi-las. Por isso, a mensagem está sendo dada de maneira contínua. As pessoas me perguntam: ‘Mestre, estou tendo sonhos recorrentes, porque?’, e eu lhes falo ‘porque estás sendo um mau ouvidor’. Os sonhos estão basicamente tentando lhe dizer algo. Lhe ensinar algo, guiá-lo. Mas você não escuta, não leva a sério. Como consequências disso, isso pode ter impacto em sua vida. E é isso que quero que as pessoas façam neste fim-de-semana: olhem seus sonhos.”
~ Tenzin Wangyal Rinpoche, em Ensinamento do Yoga dos Sonhos (México, 2013)

Abaixo, a palestra dada por Tenzin Wangyal no México, em 2013:

E abaixo outro trecho, este da palestra de Tenzin Wangyal Rinpoche sobre “Yoga dos Sonhos” no Brasil, em São Paulo, em 2010 (tradução de Rafael Roldan):

//////////

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog, terapeuta na Hridaya Terapia (São Paulo) e proprietário do Dharma Office.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *