Timidez também é ego: Eckhart Tolle explica o tímido, o grande, os medos escondidos e a verdadeira auto-estima

Numa série de entrevistas com a apresentadora americana Oprah Winfrey, o escritor e conferencista alemão Eckhart Tolle, autor de “O Poder do Agora”, discute o livro “Um Novo Mundo – O Despertar de Uma Nova Consciência” (A New Earth: Awakening to Your Life’s Purpose) e, no trecho selecionado e traduzido abaixo, fala especificamente da pessoa tímida, que parece ausente de ego, mas que é fundamentada nas ações do ego tanto quanto uma pessoa que se mostra superior às outras, com “grande auto-estima”. Para um psicólogo isso pode parecer bastante óbvio, mas não na percepção geral das pessoas, onde, como Eckhart Tolle explica, a pessoa tímida “às vezes é tomada erroneamente como uma pessoa sem ego, mas não é assim”. Da mesma forma, ele diz que uma pessoa com aparente alta auto-estima, aquela que “desempenha o papel de ser grande”, também não tem auto-estima verdadeira.

A série de entrevistas de Oprah com Eckhart Tolle faz parte das Aulas Online do popular “Oprah’s Book Club Collection” e tem todas as partes disponíveis em vídeo e áudio online — inclusive com a transcrição (originais, todas em inglês). O trecho abaixo faz parte da Parte 4 e este livro (“Um Novo Mundo…”) é o sexagésimo primeiro da série de discussões da apresentadora.

Segue o trecho traduzido para o português por este blog.

//////////

OPRAH WINFREY: Mas o que me surpreende é que você diz que geralmente as pessoas que são tímidas também estão agindo a partir de seus egos. E você diz que sempre que nos sentimos superiores ou inferiores a alguém, isso é o ego em você. Porque isso?

ECKHART TOLLE: Bem, se você é tímido, então o que você teme é de se ver querendo algo. Mas então você não está (querendo algo), você não se arrisca…

OPRAH: Então o medo é que a atenção possa tomar a forma de desaprovação ou crítica.

ECKHART TOLLE: Sim. Então porque você tem medo disso, seja qual for a desaprovação ou a crítica, ela representaria um ferimento no seu sentido mentalmente construído de quem você é, que é o ego. Assim seria se, a imagem que eu tenho de mim mesmo como aquela pessoa tão capaz ou o que quer que seja que eu esteja defendendo, assim que eu encontrar uma crítica, o ego imediatamente se sente ferido. E assim uma pessoa tímida não se arriscará a dizer nada porque tem medo da perda do ego. E… às vezes isso é tomado erroneamente como uma pessoa sem ego. Mas não é assim. No profundo interior da pessoa tímida ou de uma pessoa sofrendo de um sentido de inferioridade, lá há o desejo, o suprimido desejo de ser superior. E dentro da pessoa que age com superioridade que parece ter um grande e confiante ego, está sempre o medo escondido que ela possa ser inferior. E toda essa atuação é para compensar o medo escondido de ser inferior.

OPRAH: Okay. Por trás de todo auto-consentimento positivo está o medo escondido de não ser bom o suficiente?

ECKHART TOLLE: Sim.

OPRAH: Por trás de cada auto-consentimento negativo está o desejo escondido de ser maior ou melhor que os outros.

ECKHART TOLLE: Sim.

OPRAH: E onde a auto-estima se encaixa nisso tudo? O que é a real auto-estima? Com o que a verdadeira auto-estima se parece?

ECKHART TOLLE: Bem, primeiro há a auto-estima do ego. Que é realmente, mesmo que você tenha alta auto-estima, com vimos antes, sempre há um medo escondido por baixo. Está sempre lá para compensar o medo que você sente de não ser bom o suficiente ou de ser um fracasso. Então você precisa desempenhar um papel de ser grande para compensar esse medo do fracasso lá no fundo. Mas é assim que o mundo se refere a isso… o mundo diz que ele ou ela tem alta auto-estima. Pessoas que tem grandes egos. Mas o mundo não percebe que isso não é auto-estima verdadeira. A verdadeira auto-estima acontece muito mais profundamente. É encontrar a fonte do poder e da vida que está dentro de nós. Nós falamos a respeito do lago. Perceber que dentro da profundidade do seu ser, lá há a fonte contínua de poder e intensa vida, que é o silêncio a partir do qual tudo nasce. O potencial, o potencial não-expressado de toda forma está lá para todo ser humano. Você tem que se aquietar.

OPRAH: Então a verdadeira auto-estima é perceber que o senso do ser, que a presença, está lá?

ECKHART TOLLE: Que vem dessa quietude.

OPRAH: Que vem da quietude e que a presença em mim é a mesma presença em todas as pessoas.

ECKHART TOLLE: Sim.

OPRAH: E quando você reconhecer isso e age a partir desse espaço dentro de si mesmo, então você tem verdadeira auto-estima.

ECKHART TOLLE: Isso é verdadeira auto-estima, e a auto-estima que não é mais derivada de uma crença que você é melhor do que ninguém.

OPRAH: E assim você não está apegado a nomes ou papéis que você desempenha (na vida). E você fala dos vários papéis que todo mundo tem.

ECKHART TOLLE: Sim. E então você não é mais devastado pela crítica nem fica com tanta raiva quando você é criticado, como o ego fica. O ego ou é totalmente devastado quando você é criticado, ou fica com muita raiva (quando essa auto-imagem é atingida).

//////////

 

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog, terapeuta na Hridaya Terapia (São Paulo) e proprietário do Dharma Office.

27 Comentários

  • A nossa essência é perfeita, apenas a ideia que temos sobre nós é que não é perfeita e essa ideia limitada, o ego, que condiciona, se assim o permitirmos a nossa vida como seres humanos.Mas o ego é apenas um pensamento e nós somos esse espaço ilimitado onde os pensamentos ocorrem.Experimente por si.

    • Boa explicação. Pra você qual é, então, o objetivo principal da Alma? – Não responda “através” do teu ego, mas da Alma que Somos! Consegue?

    • A “Alma”,essência, a fonte, ou qualquer outro nome que lhe seja confortável, não necessita de explicações, não tem objetivos sejam principais ou não, ela é perfeita como foi criada, ela é plena. Apenas o ego necessita de compreender, de aprender.

    • Nosso ego é a manifestação de nosso esquecimento. Da nossa amnésia existencial. Não sabendo mais o que verdadeiramente somos. Desde que a humanidade perdeu sua inocência no principio de tudo. O unico objetivo da alma seria então libertar-se dos grilhões do esquecimento, solapando a ignorancia egóica.

  • Vou trocar o termo timidez por introversão. Tal mudança será para colocar a expressão de Goeth, quando disse: que os introvertidos são ambiciosos covardes e segundo Rorschach, tal característica de personalidade, onde predomina vivencia interior rica e variada e tende a certo desinteresse pelo mundo ambiente ao pensarem já terem nascido com o mundo pronto e melhor ainda quando somada a um bom potencial intelectivo. Difícil de educação essas pessoas,temos que instruí-las para abrir espaço para cultura geral, ampliando-lhes o mundo visão,ampliando também, o somatório percepto-cognitivo e afetivo, tornando-o mais confiante e empreededora nessa ultima área. Diminuindo o receio de ser ferido e ferir.Geralmente a mudança do Tipo de Vivencia pode ocorrer aproximadamente após os trinta anos de idade.Idade em que as pessoas geralmente promovem mudança em seu projeto de vida. Não aceito o termo covarde,medroso, prefiro adjetivo cauteloso, me soa mas adequado diante de uma orientação, para que seja profícua e desafiadora para a estatura de homens e mulheres que pretende-se promover, em quando orientadores. Dei essa guinada na conversa por apreço e movido pelo espirito de cooperação com tao distinto trabalho que vem sendo feito.Aqui entendo a cooperação como a forma mais avançada de relacionamento humano. Abraços fraterno ao grupo.

    • Cícero,

      Você é gentil de uma maneira que me encanta!

      Sinceramente, espero que a delicadeza que senti em tuas entrelinhas, também viva dentro de mim.

      Gasshô, Norma

    • Bela guinada, Cicero. Recentemente tem havido uma ascensão na mídia e literatura sobre os valores dos introvertidos (usando sua expressão), e essa sua abordagem traz boa perspectiva. Considero “introvertido” um traço de personalidade, ou um pilar da personalidade em si, como está na tipologia de Jung, e não relaciono 100% à timidez porque alguns introvertidos são apenas introvertidos, tem tendência à interiorização mas não são retraídos ou reprimidos – alguns são desenvoltos e expressivos. Então em algum nível, apesar de concordar com tua análise, talvez a timidez seja um pouco mais apropriada nesse contexto, porque alguns extrovertidos ou alguns dos que fazem esse “papel de grande” (como Eckhart diz) também exibem timidez em determinados momentos – assim, “tímido” seria mais uma expressão para se referiro a uma “atitude localizada”. Mas o principal é compreender a motivação e a percepção de si mesmo que acontece quando a timidez está ali.

      Bela cooperação, obrigado!

      Um abraço,
      Nando

  • Esse é um assunto pra laudas :)

    Numa ponta do espectro do MEDO (no binômio Amor X Medo) fica a Arrogância, o Orgulho/Soberba, na outra: a Timidez (não se considerando perfis introspectivos por temperamento ou química cerebral). Ambas atuando no campo do Medo da Rejeição (considerado o maior Medo da humanidade). O ‘ajuste’ é por nossa conta. Nossa responsabilidade.
    O TUT me disse: “Behind your greatest fear, Norma, lies your greatest gift. Atrás do seu maior medo, Norma, repousa a sua maior dádiva. (a tradução é minha e foi assim que a senti – rs). A ver…
    Abrace-se (Opa!, hoje é o Dia do Abraço – rs) uma grande causa: VOCÊ. Se pesquise. Procure entender como você funciona. Busque apoio externo, não sofra sozinho. Se dê (pelo menos – vc merece mais) uns 15 pacíficos minutos a sós contigo. Vá para o seu “Secreto” como diz o Lauro Trevisan e deixe o ‘mundo’ lá fora – esse momento é o de “olhar para você”, de se conhecer, de travar intimidade com o Ser que mora aí dentro.
    Já que é o “dia”, aproveite! Leia “Laço e Abraço”, do Quintana, abrace longa e gostosamente a quem ama e principalmente, se abrace …
    Um forte (dos bons) abraço,
    Boa sorte, Norma
    ++++++++

    P.S.:
    1) “Somos ensinados que certos tipos de sentimentos são desprezíveis e nos fazem menores e menos merecedores de felicidade e amor. Porém, esses aspectos considerados negativos são parte da natureza humana e podem até ser úteis ao nosso crescimento e desenvolvimento.”

    “Geralmente associamos nossa autoestima e poder pessoal ao que temos de positivo e belo. Porém, tão ou mais importante do que reconhecer e valorizar o que temos de bom é também enxergarmos e aceitarmos nossos aspectos mais negativos e até mesmo odiosos.”
    Para que o Amor aconteça – Ceci Akamatsu

    (Se não ‘aceitamos’ o nosso lado “B”, como poderemos modificar o que nos ‘incomoda’ e principalmente, como chegar a reconhecer que a “Presença” está em mim (+ fácil), assim como em todos – o Estado latente Búdico/ a Face de Cristo, no outro (+ difícil)? Nac?)

    2) “(…) está o medo escondido de não ser bom o suficiente?” do texto do Post

    (risos)! Alimente os seus ‘deuses’ (Oi, Saturno!): Se “prepare”! (amorosamente, sem julgamentos, porém… sem ‘enrolação’ ). Estude a lição ‘anteriormente dada’. Não caia na cilada da Gabriela: “Eu nasci assim, eu cresci assim…” Use o tanto que você já sabe que sabe e torne-se apto (o bom o ‘suficiente) para a etapa que está vivendo, porque a diversão, o aprendizado continua … :)

  • É incrível como tantas pessoas “sabem” explicar tantas coisas. Até parecem saber os porquês dos porquês de tudo.
    Para estas pessoas que ‘acham’ que sabem e tem resposta para quase tudo, pergunto: diga-nos, se puderem, quais “coisas” a Alma que Sois deixou incompleta na última encarnação? Ou se o Silêncio é a Linguagem D’Alma, porque existem egos cegos e surdos espiritualmente falando? É Karma? Quais?
    Quem pode dizer e como?
    Creio que o máximo que sabem são coisas sobre si mesmos, nada mais!
    Quem tiver respostas consistentes, por favor, post aqui!

    • As pessoas sempre sabem de tudo, mas “da boca pra fora” ou “do dedo pro teclado” uahuahuahah ^^
      No entanto as pessoas agem como se não soubessem.

    • As pessoas sempre sabem de tudo, mas “da boca pra fora”, ou “do dedo pro teclado”. uahuahuahah ^^
      No entanto, as pessoas agem como se não soubessem.
      [Corrigido]

    • Se o televisor não estivesse compatível para receber o sinal digital, não estaria apto para tal.Por isso Deus e a sua forma são entrelaçados e perfeitamente sicronizados.O cérebro é o orgão mais complexo que existe na face da terra para poder torna-se vissível a manifestação e Deus. A forma assim foi criada para todas as coisas, por essa razão somos todos iguais e unos.

  • A timidez ou introversão, tudo esta ligado ao medo. Não tenho nenhum conhecimento como todos aqui, mas me atrevo a entrar na conversa. Pois eu vivo num silêncio interior, numa timidez que me é conveniente (chamo de caverna) e tenho plena consciência de que quando preciso saiu deste momento e me trono alguém superior.
    Tudo é uma questão de estar unindo esses pontos em equilíbrio e ter a consciência de tudo a sua volta. Equilíbrio!
    Concordo que tanto um lado quanto o outro tem um sentimento escondido e que queremos manter, escondido!

  • É nossa tendencia tentar proteger o nosso ego, a maioria de nós consegue aceitar que ás vezes esse ego sairá magoado. Entendemos que algumas pessoas não irão com a nossa cara, aceitamos que por vezes seremos o motivo de chacota etc. No entanto tenho notado que os tímidos não aceitam muito bem esse fato.

  • Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *