A pesquisa dos efeitos positivos de energias “superiores” da consciência sobre a negatividade do mundo, do psiquatra David Hawkins

A medição e a determinação matemática de níveis de consciência dos seres humanos é um dos trabalhos pioneiros e mais interessantes do médico psiquiatra americano David R. Hawkins (1927-2012), trazidos ao público em grande parte no livro “Poder contra Força: Uma Anatomia da Consciência – Os Determinantes ocultos do comportamento humano” (Power vs Force: The Hidden Determinantes of Human Behaviour), de 1995. O trecho abaixo mostra como Dr Hawkins relacionou níveis de consciência adotando nomes (“amor puro”, “graça”, “otimismo”, etc) e números (200, 300, 400…) ao efeito da “negatividade” de níveis inferiores de consciência (“egoísmo”, “culpa”, “medo”, etc) — e como acontece uma compensação ou contrabalanceamento entre as forças. Hawkins realizou várias pesquisas usando a cinesiologia e relacionou os níveis de consciência em estratificações que contém algumas semelhanças com, por exemplo, as estruturas dos chakras do Yoga e dos latiaf do Sufismo (ou de outras escolas espirituais e abordagens psico-espirituais).

O trabalho do Hawkins centra os níveis de consciência ao redor de valores-chaves fundamentais da vida humana, principalmente a Integridade e a Verdade, sinônimos entre si e capazes de carregar o ser humano por todos os níveis, até o da iluminação e o da não-dualidade — como os de Buda, que, segundo ele, sustentava o nível 1000.

Segue um trecho do livro, onde Hawkins faz relações entre supostos níveis de consciência e seus efeitos:

Embora apenas 15% de toda a população do mundo esteja acima do nível crítico 200 de consciência, a força coletiva desses 15% tem o peso para contrabalancear a negatividade dos 85% restantes da população mundial. Devido ao fato da escala de força avançar logaritmicamente, um simples Avatar em um nível de consciência de 1.000 pode, na verdade, contrabalancear totalmente a negatividade coletiva de toda a humanidade.

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia do otimismo e da disposição de não julgar os outros (nível 300) irá contrabalancear a negatividade de 90 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força.

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia do puro amor e da reverência por toda a vida (nível 500) irá contrabalancear a negatividade de 750 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força.

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia da iluminação, graça e paz infinita (nível 600) irá contrabalancear a negatividade de 10 milhões de pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força (aproximadamente 22 desses sábios estão vivos hoje).

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia da graça, do espí­rituo puro além do corpo, num mundo de não-dualidade e unidade completa (nível 700), irá contrabalancear a negatividade de 70 milhões de pessoas que estão calibradas em níveis mais baixos de forca (aproximadamente 10 desses sábios estão vivos hoje).
~ Dr David R. Hawkins, em “Força e Poder”

Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

12 Comentários

  • Este trabalho pioneiro, com certeza provocará novos trabalhos sobre o tema.Responsabiliza a cada um de nós, seres humanos, a ter cuidado com a energia que lançamos no universo, instigando-nos a termos consciência e amor pela vida e todas as suas manifestações. Fantástico!

    • Oi Fernanda,

      “Poder infinito” é uma expressão bastante magnífica e absoluta para depender de um acreditar, não acha? Ou o compromisso interno traduzido em atitudes e pensamentos gera realmente esse poder infinito ou não gera. Não há espaço para um meio termo numa afirmação dessas. E não há substância na crença, porque ela não consegue comprovar nada. Só a experiência afirma (ou não), a crença fica na teoria. Se ficar aí (na teoria), a crença também não tem utilidade, porque não vai conseguir comprovar nada.

      Só uma provocação. :)

      Abraço,
      Nando

  • Dr David R Hawkins – A Key To Making Love Unconditional (Transcending The Consciousness Level 500)

    A chave o Amor Incondicional:

    http://youtu.be/30CHKn6wYoE

    Para quem se interessar, há uns 130 vídeos.

    +++++++++
    Agora, com essa escalada (de progressão geométrica? logarítmica – Who cares? Pisc*) é possível uma 1 ‘entidade encarnada’ de nível 1.000, juntamente com os outros 32 sábios (lembrando que o livro foi publicado em 1995 – portanto, a esses, muitos outros iluminados ou a caminho de, poderam ter se juntado, sendo o nº atual bem maior, Oxalá!) salvar toda a humanidade (os 7 bilhões e …) ?

    Então, se positivo, (não foco no sacrifício e sim na entrega) o ‘processo’ vivido por Jesus Cristo procederia (verdade intrínseca na mitologia criada?) em função da intenção de resgatar toda a humanidade e igualmente o de Buda, com a intenção de dar a conhecer a existência e demonstrar a possibilidade do despertar do ‘iluminado’ latente em cada ser, ter atingido o objetivo?

    Enfim, elucubrações à parte, o conhecimento da (possível) existência desses bodhisattvas entre nós me alegra, mas em nada diminui a minha responsabilidade para comigo mesma e para o que ‘devolvo’ para o Universo e seus habitantes.

    (Everything you see happening is the consequence of that which you are. // Simple kindness to one’s self and all that lives is the most powerful transformational force of all. – D.R.Hawkins)

    Grata e Boa Sorte!

    P.S.: Nando = Post instigante(de inspirar)
    ‘Giving & Forgiving’ – that’s the way aha aha I like it. Nac♥

    • Norma, resolução de ano novo: conquistar 100 pontos. :)

      PS: Nessa geração cheia de videogames, ah se houvesse um sistema assim de pontuação e de mudança de “fases” assim…

      Namastê,
      Nando

  • Nando,

    Servem 100 pontos do Cartola FC? Pego emprestados aki agora mesmo e deixo um ‘IOU’ como msg – Pisc*

    Ã-hã, se fosse na base do videogames… eu, também, garantiria alguns. Vale “Zelda e a Ocarina do Tempo” e mais uns 2 ou 3? Conta pontos quem zerar primeiro? La garantia soy yo… Tô dentro!

    Hadouken:(>O_O)> ====={)

    Mas, não é bem assim…

    Fique bem, Nando.

  • Oi Felipe,

    Tudo é energia. Inclusive você. (vamos sugerir ao Nando um Post abordando o assunto?)

    Estou atrasadíssima (a pp ‘Mary Late’), e não sou a pessoa mais apropriada, mas quero sugerir que vc procure ler s/o “Ponto Zero” (Vivemos em um universo vibratório. O que parece ser um espaço vazio é a sede de uma energia ilimitada).
    Campo de Ponto Zero. Esse rótulo, sugerido por Albert Einstein e Otto Stern em 1913, tem muitos nomes na ciência. Também é chamado de campo subatômico, holograma quântico ou plenum, que significa “plenitude”. O teólogo o chama de Deus – a origem de todas as coisas. Alguns intrépidos acadêmicos estão até mesmo chamando o Campo de Ponto Zero de a mente de Deus. Independentemente de como você o chame, os rótulos não fazem muita diferença.( A palavra água não o deixa molhado. Assim, eu o encorajo a usar o rótulo que funcione melhor para você.)

    Tudo o que parece sólido é constituído de 99,9999999% de luz ou energia. Cada coisa no seu mundo, desde estePC até seu carro e a roupa que você está usando, nada mais é do que uma luz estável condensada no Campo de Ponto Zero. É o que diz a física quântica. Primeiro ponto: tudo o que você quer – o dinheiro, o namorado ou namorada, o corpo, o intelecto – é 99,9999999% luz. Segundo ponto: a luz (ou energia) vibra; ela tem uma ressonância ou freqüência.

    (…)

    Você é um campo de energia que opera em um campo maior de energia, e o seu campo de energia está vibrando. Terceiro ponto (e este é grande): você jamais atrairá vibrações de alta energia – conhecidas como resultados – a partir de um receptáculo de baixa energia.
    A única diferença entre você e qualquer outra coisa é a velocidade da vibração.

    ( Mas, se analisarmos pelo ponto de vista científico mais moderno, a própria realidade é, realmente, uma grande ilusão… ou melhor, um “sonho”.)

    Mooji (legendado – Tudo acontece na sua cabeça) – para vc começar bem a semana.

    http://youtu.be/M3YP_63feNI

    E agora, ficou mais confuso? ;)

    Uma semaninha boa,
    Bjo Nac♥

  • Felipe,
    O meu reply acima refere-se ao seguinte coment. Nac♥

    Author: Felipe
    Comment:
    Eu só não me conformo com o uso de termos como energia, nesse contexto supostamente científico. Ele é por demais banalizado e acaba servindo como substituto de coisas que nem os próprios adeptos dessas áreas conseguem definir. E se não conseguem definir o que é, não

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *