Recolher-se, por Mirra Alfassa: “Toda a dificuldade provém do fato de que seu ser não possui o hábito de recolher-se”

“A maior parte de vocês vive na superfície de seu ser, expostos ao contato das influências externas. Vocês vivem, por assim dizer, quase que projetados para fora de seus corpos, e quando encontram um ser desagradável, projetado como vocês fora do corpo, vocês ficam perturbados. Toda a dificuldade provém do fato de que seu ser não possui o hábito de recolher-se. Vocês devem sempre recuar um passo para o interior de si mesmos. Aprendam a mergulhar profundamente no interior. Recolham-se e estarão em seguraça. Não se abandonem às forças superficiais que se movem no mundo externo.

Mesmo que estejam apressados para fazer alguma coisa, recolham-se por um instante e descobrirão, para a sua própria surpresa, que farão muito mais rápido e melhor o trabalho que tiverem que realizar.

Se alguém encolerizar-se contra vocês, não se deixem tomar por suas vibrações, mas, simplesmente, interiorizem-se, e a raiva da pessoa, não encontrando em vocês nenhum suporte ou resposta, desaparecerá.

Permaneçam sempre em paz, resistam a toda tentação de perder esta paz. Não decidam nada sem recolher-se ao interior, jamais digam uma palavra sem recolher-se, jamais se lancem à ação sem recolher-se.

(…) Ponham em prática essa paz interior, ao menos tentem um pouco e continuem a se exercitar até que isso se torne um hábito em vocês.”
~ Mirra Alfassa, “A Mãe”, em “O Caminho Ensolarado”

Assuntos desse conteúdo
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

6 Comentários

  • Realmente… na medida em que nos ligamos ao nosso Eu Superior, tudo em volta passa a não ser coisa alguma. Nada tem a capacidade de nos inervar ou exaltar.O Livro dos Provérbios, que é a Sabedoria de Deus, nos ensina isso há milênios. Os mestre da meditação estão cansados de nos dizer a mesma coisa com outras palavras. Nós é que precisamos nos conscientizar, de uma vez por todas, que somente pelo mergulho no nosso interior, podemos alcançar a paz tão desejada, evitando nosso próprio desequilíbrio e discórdias.

  • Muitas vezes não se toma essa atitude, meditar, porque se tem a sensação que é muito difícil, então nem se tenta , meditar parece um mistério e que provavelmente não conseguiremos,e que talvez nunca se alcançará !!! Mas a realidade é que se consegue sim, é preciso começar,e continuar!!!

  • Ganhei um livro dela “A Mãe e o Yoga Integral”. Consegui com um livreiro amigo (sebo) trocar pelo acima: O Caminho Ensolarado” e ganhei um marcador escrito:
    “Superpolicar (v);
    (com o desenho do ‘thumb up’ do curtir)
    mostrar o polegar para cima em sinal de aprovação; o ato conhecido como positivo.
    Com certeza, já que gostei do pensamento dela que foi postado aki, eu vou superpolicar… (rs)
    Grata.
    Boa Sorte, Norma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *