Pra contemplar [28]: imagens espetaculares da Terra com super remix de “Sonata ao Luar”, de Beethoven [VÍDEO]

As maravilhosas imagens do vídeo abaixo são dos primeiros 20 minutos da famosa série “Planet Earth” (2006), criada pelo naturólogo e ex-diretor da BBC David Attenborough, envolvido diretamente em mais de 80 obras sobre a natureza e a vida no planeta, como “The Private Life of Plants”, “Life in Cold Blood” e “Life in the Undergrowth”. A música é um épico remix da obra-prima “Moonlight Sonata“, ou “Sonata ao Luar” em português (e nome completo é “Sonata para Piano No. 14 em Dó-menor “Quasi una fantasia”, Op. 27, No. 2), de Ludwing Van Beethoven (1770-1827). O autor do remix é o grupo americano E.S Posthumous, formado pelos irmãos americanos Helmut e Franz Vonlichten e especializado em experimentações com música clássica e eletrônica.

O resultado é o emocionante e espetacular vídeo de 5min abaixo (recomendável com bom som):

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo capital.

11 Comentários

    • magnifico esse video. As pessoas estão cada vz mais precisando de informações , para que possam compreender que somos apenas um pequenino grão de areia no td. Às autoridades então isso deveria ser mais divulgado, para que eles compreendam que o poder maior é de Deus e que um dia queiramos ou não tds iremos prestar contas com o creador. bj.

  • Nando,

    Já há alguns dias tem aparecido na WEB assuntos relacionados à:
    NOSTRADAMUS E SUA PREVISÃO DO GRANDE TERREMOTO EM 20 DE MAIO DE 2012 CONFIRMA A CHEGADA DE CRISTO – REVISTO E ATUALIZADO e similares.

    Então, encontrei o abaixo e resolvi compartilhar a indicação (já anteriormente recebida do Dharmalog em 16/8/2011):

    1 em cada 3 das 2 bilhões de pessoas online no planeta está no Facebook.

    http://www.guardian.co.uk/news/datablog/video/2012/may/15/facebook-biggest-social-network-animation?CMP=twt_gu

    Animação do Guardian.

    Se a gente não puder apresentar um problema sem pelo menos delinear/indicar onde encontrar uma solução que incluisse a todos – isso não seria um desserviço? Não vamos discutir problemas e sim soluções!

    Vai uma aí que é muito alegre:
    Segue abaixo uma sugestão de Carmen Balhestero para o momento do alinhamento dos planetas:

    http://imageshack.us/photo/my-images/192/2odemaiode2012imagem.jpg/

    HORÁRIO MÁXIMO no Brasil: 12: 24 às 12:47h
    ALINHAMENTO TERRA, SOL, SOL CENTRAL, LUA, ALCIONE, PLÊIADES

    Entoar o Gayatri Mantra:

    OM
    BHUR BHUVAH SVAH
    TAT SAVITUR VARENYAM
    BHARGO DEVASYA DHIMAHI
    DHIYO YONAH PRACHODAYAT

    Algumas interpretações para o Gayatri Mantra:

    Tu, que és a fonte de todo o poder,
    Cujos os raios iluminam o mundo,
    Ilumina meu coração
    Para que ele possa fazer também o seu trabalho

    ou

    Ó deus da vida que traz felicidade
    Dá-nos tua luz que destrói pecados
    Que a tua divindade nos penetre
    E possa inspirar nossa mente

    http://youtu.be/nDnamSM3Z3s

    ou essa versão:

    http://dharmalog.com/2011/08/16/gayatri-o-mantra-mais-celebrado-da-india-com-deva-premal-e-miten-video/

    ++++++
    2 forças energéticas serão ativadas no Planeta Terra no momento do eclipse: em Monte Shasta a força da Serpente – Iluminação, Discernimento, Sabedoria e no Monte Fuji o Poder do Dragão na Força da Fé, Vontade, Disciplina. As energias de Sirius retornam trazendo a Consciência Dourada e o Poder dos Oceanos e Criaturas dos Mares e das bases intra-terrenas.
    O Gayatri Mantra é o mais poderoso mantra dos Vedas. É devotado à deusa Gayatri (Mãe dos Vedas) e foi criado para receber as vibrações solares que nos trazem vigor e entusiasmo. Recomenda-se que ele seja cantado pela manhã, durante ou um pouco após o nascer do sol.
    Nunca abandonem o Gayatri; vocês podem deixar ou ignorar qualquer outro mantra, mas vocês deveriam recitar o Gayatri pelo menos algumas vezes durante o dia. Ele os protegerá dos perigos onde quer que vocês estejam – viajando, trabalhando ou em casa. Os ocidentais investigaram as vibrações produzidas por este mantra e descobriram que quando ele é recitado com a pronúncia correta, como estabelecido nos Vedas, a atmosfera ao redor torna-se visivelmente iluminada. Assim, o resplendor de Brahma descerá sobre vocês, animará os seus intelectos e iluminará o seu caminho quando este mantra for entoado. Gayatri é a Mãe, a força que anima toda a vida. Portanto, dele não se descuide nunca.” (SAI BABA)

    Boa Sorte!

    P.S.:A grande dica é: não acreditem em tudo o que lêem e assistem por aí. É importante pesquisar, conversar, consultar várias fontes, sentir se a verdade ressoa no coração.

    ++++++
    Mais importante ainda: as soluções não vem de fora, como mágica. Devem partir de dentro, de cada um de nós. Devemos liberar a preocupação, o medo e criar nosso próprio bem-estar. Respeitar e acolher uns aos outros. Manifestar cada vez mais AMOR em nossos corações. Simples assim!
    Fonte: marcelo dalla
    Bjo Nac.

  • Bom Dia!
    todo dia, o dia todo…

    Quando eu me deparo com algo/alguém tendendo p/desesperança, lembro-me de um episódio do Dr. House, onde ele fala:

    “Você sabe o que quer, mas foge do que precisa”

    Então, eu pensei em compartilhar com alguns “warm fuzzies” para animar, porque às vezes o aparente ‘espaçoso’ busca apenas o equilíbrio de uma alma comprimida

    Gaia – o nosso Planetinha Azul ainda é jovem, mas já tem alguma “janela” em cataclismas e situações adversas:

    1) http://www.authorstream.com/Presentation/vfreire-263404-terra-em-24-horas-entertainment-ppt-powerpoint/
    (este foi elaborado por um geólogo, meu amigo pessoal)

    2) Evolution é uma animação em Flash interactiva elaborada pelo artista gráfico John Kyrke, que nos pretende mostrar a história da Terra desde o Big Bang.

    http://www.johnkyrk.com/evolution.swf

    Para iniciarmos esse longo percurso, basta clicar no triângulo vermelho e arrastá-lo ao longo das eras respectivas.

    3) 100 Years in 10 Minutes (1911 – 2011 in 10 Minutes)

    http://youtu.be/Xxh-sS8Qoco

    Onde tem-se a nítida impressão que a Humanidade sempre caminha à beira do abismo. E é um verdadeiro milagre termos sobrevivido a tantas “verbas” que fizemos. Espero que nenhuma “raça superior” assista, pois somos um péssimo exemplo de “seres inteligentes”.

    4) E por fim “This shit got to go” – “Essa m@%&a tem que acabar”

    http://youtu.be/eZGpzDWwKG8

    Porque sempre se pode escolher como agir, até mesmo com respeito à corrupção (não sendo O corruptor, em nenhum nível, para início) e a poluição (que não é só o saquinho plástico). Pense (só) nos milhares de carros e seus componentes descartados, por exemplo, nas baterias de celulares, carregadores, etc…

    “O homem acredita numa grande ilusão: que a vida seja algo separado dele, mas a realidade mostra que cada um é a própria vida se tornando gente. Portanto, quando você escolhe é a vida escolhendo em você. A vida jamais erra”. (Zíbia)

    Semaninha boa, Norma

  • Nando,

    Você teve a oportunidade de assistir?
    (era para ter sido incluído no comentário anterior)

    ‘O aquecimento global é uma mentira’, é o que afirma o Climatologista Ricardo Augusto

    http://programadojo.globo.com/videos/v/o-aquecimento-global-e-uma-mentira-e-o-que-afirma-o-climatologista-ricardo-augusto/1930554/

    (eu continuo acreditando na egrégora da força de pensamentos. vide: Monte Claros e Itália. Mas, temos que ser conscientes do que emamos (sem fanatismo e teorias de embasamentos duvidosos.
    Boa sorte e B.Domingo

    • Oi Norma,

      Tive a oportunidade de assistir sim. Acho que seria importante ouvir alguém do(s) “outro(s) lado(s)”, trazer mais informações, que infelizmente o Jô não trouxe (o programa ficou flagrantemente carente de informações para o debate ou para ser uma entrevista mais esclarecedora).

      Parece que ele tem dados importantes e que mostram como muitas crenças e alertas estão sendo disseminados sem o embasamento necessário, ou apenas por hipótese. A questão do equilíbrio das energias do planeta e do papel do sol e dos oceanos me parece essencial para a análise de qualquer questão climatológica global.

      Por outro lado, não é tão simples estabelecer uma correlação sólida e provada cientificamente. E muitas provas começam por observação e hipótese. Me pareceu que ele trouxe uma argumentação bastante desconectada, quase irresponsável até, das necessidades de preservação e crescimento que precisamos (como as questões da água, do lixo, da indústria alimentícia, da poluição, etc), ou seja, estritamente climatológica (apesar dele ter uma teoria da conspiração sobre o CFC que é econômica, ou talvez apenas uma hipótese…), além de quase sempre querer desqualificar exageradamente, usando expressões sensacionalistas como “essa é a maior falácia”, etc (e também sempre rindo). Me parece que ele questiona coisas que precisam de mais evidências, mas também faz algumas afirmações bastante discutíveis, como a que a Amazônia não teria influência nenhuma no clima e que a floresta seria recriada naturalmente em 20 anos caso virasse um deserto desmatado.

      Mas, enfim, independente do tamanho do aquecimento e da influência do homem, não precisamos olhar tanto a atmosfera ou a temperatura para saber se estamos degradando ou não.

      Boa semana!

  • Nando,

    Grata. É sempre muito bom contar com você no Dharmalog.
    Assisti pela TV a 1ª x. E senti o mesmo que vc. O Jô não fez o dever de casa e cheguei a comentar, ao término, que ficaram mais pontas soltas do que atadas. O Professor muito confortável ante às câmeras, bastante jocoso e muito pouco didático. (eu sei que a Amazônia não é o pulmão do mundo já que todo o oxigênio produzido durante o dia, ela consome à noite e que a maioria do oxigênio consumido é produzido nos oceanos, pelas algas. Mas todos conhecem o fato?) Quanto a menção dos 20 anos (isso é uma hipótese ou ele tem como comprovar baseado na Transmazônica?) pode ser nada para o Planeta, mas para o Povo da Floresta? O que pode se extrair da Floresta Submersa quw garanta a subsistência dos humanos e fauna da região? Foi irresponsável, sim! Pensei que aí, o Jô fosse pegar o gancho. Não funfou!). Também considerei bastante, digamos, deselegante? – como o Prof. se referiu ao Rio +20 (“Vão discutir como manter suas colônias na coleira”).
    Nem quando o J.de Oliveira o imprensou (vc pertence a Bancada Ruralista?) o Prof. Ricardo Augusto saiu do seu “physique du rôle”, mesmo dando uma resposta capenga e pouco satisfatória.
    Quem sabe se em breve não iremos vê-lo estrelando um quadro (de ‘ciência’ para tranquilizar terrestres assustados, em troca de ‘espelhinhos’) em um programa domingo à noite, aproveitando sua excelente aparência e articulação. A entrevista poderia ter passado relevantes informações que foram diluídas por excesso de informalidade e ar blasé.

    ++++++++++
    Link (contraponto: TKS.)
    Assisti e li os comentários, de onde peguei o abaixo, para exemplificar o tipo de recomendações que gostaria de visto numa entrevista sobre o Aquecimento Global:

    Ana Franco:
    (…)
    “Negar o aquecimento não significa dizer que se possa jogar lixo no chão, ou cortar as florestas ou poluir as águas. Não significa dizer que não se deve atentar para os impactos AMBIENTAIS causados pelo Homem nas atividades cotidianas. Significa que se compreende que, na dinâmica GLOBAL do clima terrestre quem manda é o Sol e alguns outros fatores de origem astronômica, principalmente. E não se nega que não exista influência humana sobre os microclimas terrestres. Agora alguns vão dizer: ah, mas somadas todas as mudanças nos microclimas teremos uma mudança climática global. A questão é que os sistemas complexos, como é o caso do sistema climático terrestre, não são simples como 1 + 1 = 2. É por isso que cientistas como o prof. Felício entre muitos outros climatologistas, afirmam que o clima ainda é muito pouco conhecido.
    (…)”

    Boa Sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *