A consciência de Jonathan Safran Foer, de “Extremamente Alto e Incrivelmente Perto”, sobre “comer animais”

“Quase sempre, quando eu dizia a alguém que estava escrevendo um livro sobre “comer animais”, todos presumiam, mesmo sem saber coisa alguma sobre minhas opiniões, que eu defendia o vegetarianismo. É uma suposição reveladora, uma suposição que implica não apenas que uma pesquisa extensa sobre a pecuária afastaria o pesquisador do consumo de carne, mas que a maioria das pessoas já sabe que é esse o caso. (Que suposições você fez ao ler o título deste livro?)
~ Jonathan Safran Foer, em “Comer Animais” (Rocco, 2011)

O escritor americano Jonathan Safran Foer, autor de “Extremamente Alto e Incrivelmente Perto” (Extremely Loud and Incredibly Close, que foi traduzido em português por “Tão Forte, Tão Perto” e é indicado ao Oscar de Melhor Filme este ano), já foi vegetariano, depois deixou de ser, depois virou onívoro, depois deixou de ser, e agora é vegetariano de novo – agora com uma vasta pesquisa que resultou em um livro, “Comer Animais“. Formado em Filosofia e atualmente professor de Creative Writing na New York University (NYU), Foer deixou de comer animais, mas a conclusão que ele chegou é que, independente de deixar ou não de comê-los, o que devemos mudar mais radical e urgentemente é a indústria da carne.

Numa entrevista recente, Foer foi perguntado se pedir para o mundo parar de comer carne não seria algo um tanto radical? A resposta: “Sim, concordo. Acho que a resposta mais correta seria: deve-se comer menos carne. Não há chance alguma de que metade do mundo vire vegetariana em dez anos. Mas eu realmente acredito que existe uma chance de que metade das refeições consumidas seja vegetariana e, claro, isso teria o mesmo efeito”.

Abaixo, alguns trechos selecionados do livro de Foer, “Comer Animais”, de 320 páginas. A Folha publicou um trecho inicial do livro, em pdf, aqui.

//////////

COMER ANIMAIS [TRECHOS]
Por Jonathan Safran Foer

» “Meu vegetarianismo, tão bombástico e rigoroso no começo, durou uns poucos anos, engasgou e depois morreu sem fazer alarde. Nunca pensei numa resposta ao código da nossa babá, mas encontrei maneiras de maculá-lo, diminuí-lo e esquecê-lo. De um modo geral, eu não machucava nada. De um modo geral, eu lutava para fazer a coisa certa. De um modo geral, minha consciência estava bastante limpa. Passe a galinha, estou morrendo de fome.”

» “Nossa situação é estranha. Praticamente todos concordamos que o modo como tratamos os animais e o meio ambiente importa, mas, no entanto, poucos entre nós param para pensar na nossa mais significativa relação com os animais e o meio ambiente. E o que é mais estranho ainda, aqueles que de fato optam por agir de acordo com esses valores nada controversos, recusando-se a comer animais (o que todos concordam que pode reduzir tanto o número de animais maltratados quanto a nossa pegada ecológica), com frequência são considerados marginais ou até mesmo radicais.”

» “Nossa situação é tão extrema, que pesquisadores do Centro de Atividades de Pesca, da Universidade da Colúmbia Britânica, argumentam que ‘nossa interação com os recursos da pesca (também conhecido como peixes) passaram a lembrar… as guerras de extermínio’.”

» “Temos travado uma guerra, ou melhor, deixado uma guerra ser travada contra todos os animais que comemos. Essa guerra é nova e tem nome: criação industrial.”

» Menos de 1% dos animais mortos para obtenção de carne nos Estados Unidos vem de criações familiares.

» “No mundo das criações industriais, as expectativas são viradas de cabeça para baixo. Os veterinários não trabalham buscando a melhor saúde possível, mas o maior lucro possível. As drogas não são usadas para curar doenças, mas como substitutos para sistemas imunológicos destruídos. As criações não visam produzir animais saudáveis.”

» “Quer estejamos falando de espécies de peixes, porcos ou algum outro animal que comemos, será que esse sofrimento é a coisa mais importante do mundo? Claro que não. Mas essa não é a questão. Será que ele é mais importante do que sushi, do que bacon ou do que nuggets de frango? Essa é a questão.”

» “Depois de fugir da Polônia ocupada pelos nazistas, o prêmio Nobel Isaac Bashevis Singer comparou os preconceitos com as outras espécies às ‘mais extremas teorias racistas.’ Singer argumentou que os direitos animais eram a forma mais pura de defesa da justiça social, porque os animais são os mais vulneráveis de todos os oprimidos. Ele sentia que tratar mal os animais era a epítome do paradigma moral do ‘poder faz a força.’ Trocamos seus mais básicos e importantes interesses por interesses humanos efêmeros só porque podemos. É claro, o animal humano é diferente de todos os outros animais. Os humanos são únicos, só não de um modo que torna a dor animal irrelevante.”

» O quão destrutiva uma preferência culinária precisa ser antes que decidamos comer outra coisa? Se contribuir para o sofrimento de bilhões de animais que levam vidas miseráveis (e com muita frequência) morrem de formas horrendas não é motivo suficiente, o que mais seria? Se ser o contribuinte número um à mais séria ameaça ao planeta (o aquecimento global) não é suficiente, o que mais é? E se você se sente tentado a protelar essas questões de consciência, a dizer agora não, então quando?

//////////

Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

10 Comentários

  • Eu sou bióloga e também já fiquei quase a metade da minha vida sem comer carne nenhuma, pelos mesmos motivos expostos por Foer, depois passei a comer somente carne branca e agora voltei a ser onívora. Não como carne todos os dias pois minha consciência não permite, e quase todos os dias penso em voltar a ser vegetariana..Mas infelizmente eu não tenho mais fé na consciência humana, acho que enquanto houver lucro em cima da matança as coisas vão continuar como estão. Alguém acha mesmo que o ser humano, capaz de fazer o que fez com os humanos judeus, com os humanos negros e com tantos outros humanos vai deixar de criar e matar os animais (não humanos) com crueldade ou deixar de comer um bom churrasco..?, não meu caro.., não mesmo..

  • Traçar nossa própria linha de fuga ou perder a existência arrastado pela correnteza de uma sociedade doente. Esse é o DIFÍCIL dilema da “raça superior”.

    “Seja você a mudança que quer ver no mundo.”
    Ghandi

  • ” O animal selvagem e cruel não é aquele que está atrás das grades. É o que está na frente delas.” Axel Munthe

    Não levantando bandeira, mas sugerindo um empurrãozinho para quem já está na linha de penalti, pronto para fazer o gol, o site abaixo, indica às segundas-feiras sem carnes para se conhecer novos sabores (nham!nham!). Se for extendido por mais 2 ou três dias, na semana, será um bem duplo, porque deixaremos de consumir toda à química que injetam nos animais.

    http://www.segundasemcarne.com.br
    (o logo deles é bem marcante)

    “A principal razão por trás desta sugestão é que nós, brasileiros, frequentemente consumimos carnes em quantidade ainda maior durante o fim de semana. Na segunda-feira normalmente as pessoas, por esse motivo, estão mais propensas a comer coisas leves. Pesquisas indicam que os restaurantes vegetarianos recebem mais clientes às segundas-feiras. Segunda-feira é também um dia de se iniciar coisas novas, como deixar de fumar ou começar um regime.”

  • Compartilho o pensamento de alguns homens notáveis:

    Virá o dia em que a matança de um animal será considerada crime tanto quanto o assassinato de um homem.” (Leonardo da Vinci)

    Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais. (Abraham Lincoln)

    A força é o direito dos animais. (Cícero)

    A natureza delicia-se na comida mais simples. Todos os animais, exceto o homem, comem um só prato.” (Joseph Addison)

    A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.” (Mahatma Gandhi)

    A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.” (Arthur Schopenhauer)

    Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor. (Pitágoras)

    Não podemos ver a beleza essencial de um animal enjaulado, apenas a sombra de sua beleza perdida. (Julia Allen Field)

    Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação a natureza e aos animais.” (Victor Hugo)

    O animal é tão ou mais sábio do que o homem: conhece a medida da sua necessidade, enquanto o homem a ignora. (Demócrito)

    A vida é valor absoluto. Não existe vida menor ou maior, inferior ou superior. Engana-se quem mata ou subjuga um animal por julgá-lo um ser inferior. Diante da consciência que abriga a essência da vida, o crime é o mesmo. (Olympia Salete)

    Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante. (Albert Schweitzer)

    A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana. (Charles Darwin)

    “Matar um animal para fazer um casaco é um pecado. Nós não temos esse direito. Uma mulher realmente tem classe quando rejeita que um animal seja morto para ser colocado sobre os seus ombros. Só assim ela será verdadeiramente bela.” (Doris Day)

    Jamais creia que os animais sofrem menos do que os humanos. A dor é a mesma para eles e para nós. Talvez pior, pois eles não podem ajudar a si mesmos. (Dr. Louis J. Camuti)

    Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma. (Pitágoras)

    Por que é que o sofrimento dos animais me comove tanto? Porque fazem parte da mesma comunidade a que pertenço, da mesma forma que meus próprios semelhantes. (Émile Zola)

    Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão. Por favor, ajude a parar com esta loucura. (Richard Gere)

    O homem é o único animal que cora, ou melhor, que tem motivo para corar. (Mark Twain)

    Conheço um meio para voltarmos a encontrar a fraternidade com os animais: o esporte. (Hippolyte Jean Giraudoux)

    O justo olha pela vida dos seus animais. (Provérbios 12:10)

    Em termos de evolução, bem maior é o débito da Humanidade para com os animais do que o crédito que lhes temos dispensado para seu bem-estar e progresso. (Eurípedes Kuhl)

    Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais…os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento. (Charles Darwin)

    Olhe no fundo dos olhos de um animal e, por um momento, troque de lugar com ele. A vida dele se tornará tão preciosa quanto a sua e você se tornará tão vulnerável quanto ele. Agora sorria, se você acredita que todos os animais merecem nosso respeito e nossa proteção, pois em determinado ponto eles são nós e nós somos eles. (Philip Ochoa)

    Falai aos animais, em lugar de lhes bater. (Liev Tolstói)

    Eu dei minha beleza e minha juventude aos homens. Agora dou minha sabedoria e minha experiência aos animais. (Brigitte Bardot)

    Os animais são bons amigos, não fazem perguntas e tampouco criticam. (George Eliot)

    Não permitas que ninguém negligencie o peso de sua responsabilidade. Enquanto tantos animais continuam a ser maltratados, enquanto o lamento dos animais sedentos nos vagões de carga não sejam emudecidos, enquanto prevalecer tanta brutalidade em nosso matadouros… todos seremos culpados. Tudo o que tem vida, tem valor como um ser vivo, como uma manifestação do mistério da vida. (Albert Schweitzer)

    A razão de eu amar tanto o meu cachorro é porque quando chego em casa ele é o único no mundo que me trata como seu fosse ‘Os Beatles”. (Bill Maher)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *