Saber quem você é o que tem de excepcional “evita frias” profissionais, diz especialista em PNL

Duas respostas da francesa especialista em “personal branding“, Marie-Josette Brauer, em entrevista ao Meio & Mensagem (“Vejo muito pessoas erradas em equipes erradas“), sobre vocação e colocação profissional, reforçam a necessidade do auto-conhecimento para nosso bem-estar, felicidade e satisfação em nossos trabalhos. Saber quem é você e saber o que tem de excepcional é o que resolve de maneira efetiva, segundo ela, o problema da má colocação ou do marketing pessoal.

O trecho da entrevista está abaixo. Você pode conferir a íntegra no site do M&M.

//////////

M&M ›› O Brasil enfrenta o problema de vagas que não são preenchidas. A questão é falta de personal branding ou de qualificação mesmo?
BRAUER ›› As duas. Vejo muito pessoas erradas em equipes erradas. Pessoas ótimas, colocadas em maus lugares. Se tenho um padrão de pioneirismo, não posso ser caixa de banco! Não adianta dizer “mas preciso de dinheiro, vai pagar minha faculdade”. Se souber exatamente qual é a tua marca pessoal, não vai se enfiar numa fria dessas se for um pioneiro, mas se qualificar profissionalmente, para entrar em equipes onde seu perfil seja necessário. Ao mesmo tempo em que faltam profissionais treinados, tem profissionais que seriam bons se bem encaixados. Há muitos líderes que não conseguem liderar as equipes de suas empresas porque elas são mal estruturadas.

Em que personal branding se difere do marketing pessoal?
BRAUER ›› Aqui não se inventa nada. No marketing, vou te ensinar como se comportar numa entrevista, dar meia dúzia de respostas, te falar que roupa usar etc. Agora, se você não souber quem é você, o que vai vender para aquele entrevistador não adianta. O processo de coaching e marca pessoal é tirar e lapidar aquilo que você tem de excepcional! Se você for um precursor, um pioneiro, não adianta ir pedir um emprego de caixa de banco, porque vai querer mudar toda a sistemática do caixa e o banco não está interessado.

//////////

[ Dica de Cinthia Fajardo ]

Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *