Existe apenas uma questão fundamental na vida, por David Frawley (LIVRO)

Texto do autor e estudioso de Yoga e Vedanta Dr David Frawley (Vamadeva Shastri), fundador do American Institute for Vedic Studies (EUA), no livro “Vedantic Meditation – Lighting the Flame of Awareness” (152 pgs), sobre a essencial questão do auto-conhecimento. Na descrição, o livro diz que “David Frawley guia os leitores através dos desafios do cultivo da consciência, acalmando a mente e practicando a meditação de acordo com o Vedanta e o Hinduísmo. Ele examina como os sistemas de conhecimentos culturais do Ocidente levaram os indivíduos à desilusão, e fala como a meditação pode ajudar na compreensão da verdadeira natureza de nossos pensamentos, emoções e percepções”. O capítulo inteiro está traduzido e publicado no blog YogaVaidika, do professor de yoga Gustavo Cunha, e um trecho dele segue abaixo.

Mais informações sobre Dr David Frawley e o American Institute of Vedic Studies podem ser encontradas no site Vedanet. O livro “Vedantic Meditation” pode ser comprado na Amazon.

“Existe apenas uma questão fundamental na vida: “Quem sou eu?”. Sem o saber por nós mesmos, nada tem validade e os nossos pensamentos geram ilusão. No questionamento sobre a nossa verdadeira natureza encontra-se o significado total da existência. Tudo o mais é preliminar ou supérfluo.

A maior parte das questões que colocamos na vida são questões ilegítimas porque se baseiam no pressuposto que nós já sabemos quem nós somos. Todo o nosso conhecimento e ação externas se baseiam na ideia que nós somos quem nós julgamos que somos. Se percebermos que a nossa autoimagem é errada, no que teríamos confiança em realizar? Uma pessoa afetada por amnésia primeiramente procura saber quem é antes de saber quem os outros são.

Esta é a ignorância colossal da nossa inteira cultura. A entidade sobre a qual todas as ações se baseiam, o ser, é a que menos foi criticamente examinada. Aceitamos como o nosso verdadeiro ser aquilo que outras pessoas nos disseram, o que é habitual ou está na moda, ou o que quer que os nossos padrões passageiros de pensamento projetem. Moldamos a nossa identidade por influências externas, e nutrimos esta identidade fabricada como a nossa verdadeira natureza, procurando mantê-la feliz por todos os meios.
~ David Frawley, “Vedantic Meditation”

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *