“Impossível compreender o significado da palavra meditação sem ter alguma experiência com ela”, Osho

Meditação é uma das práticas mais enfatizadas e fundamentais das algumas escolas de conhecimento do Oriente, como Yoga e Budismo, e absolutamente centrais em outras, como o Zen, e Bhagwan Shree Rajneesh (1931-1990), o Osho, é um dos filósofos indianos que discursou muito a seu respeito. Apesar de toda expansão e instruções, a meditação ainda está envolta em muita dúvida, e este texto abaixo de Osho, conhecido por seus discursos cheios de contrastes e histórias, pode ajudar a entender o que é. Não é uma explicação definitiva, mas contém bons esclarecimentos sobre a prática.

//////////

Meditação
Por Bhagwan Shree Rajneesh

“Primeiramente gostaria de dizer que é impossível compreender o significado da palavra meditação sem ter alguma experiência com ela. Explano aqui meus pontos de vista sobre tal assunto devido a minha crença de que todo ser humano medita quase que diariamente, mesmo sem saber estar meditando. Em qualquer hora do dia, em qualquer situação de nossas vidas podemos meditar.

A energia que normalmente se move para o pensar, se moverá para a observação. Essa é a alquimia da meditação: mudar a energia que se move do pensar para a observação… Como não ser um pensador mas uma testemunha. Mas seja brincalhão ao observar sua respiração, não faça disso um trabalho.

Meditação significa consciência, equilíbrio. Meditar é conectar-se com o âmago mais profundo de seu ser, é entender-se como parte do todo. Meditar é abrir os olhos internos. Meditar é olhar para si mesmo, é marcar um encontro consigo mesmo. É descobrir-se sozinho no mundo, é saber viver com a própria solidão, é descobrir que nunca estaremos sozinhos porque estamos sempre com nós mesmos. Meditar é tirar os óculos da mente – embaçados pelo preconceito, moral, religião, crenças, ideais, esperanças, etc. – e perceber o mundo e a si mesmo diretamente, espontaneamente. Pois tudo que a mente pode fazer é contrário à meditação: a meditação começa onde a mente termina.

Meditar é ver que você não é seus pensamentos. Meditar é descobrir que existe uma distância entre sua mente e seu ser. Quando você sente esta distância, você se afasta, perde sua identificação com ela. E neste momento existe toda uma possibilidade de cortar as raízes, parar de alimentar a mente e, conseqüentemente, parar de ser sugado por ela.”

//////////

Para ler o texto integral, clique aqui.

//////////

[ Dica do Celio Nunes Leite ]
Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

2 Comentários

  • Sou um grande admirador de tudo que se refere à mente. A observação, a auto-análise, a vidência,a música reflexiva me fascinam. Acreditar na meditação é acreditar em mim mesmo e em meu caráter. Necessito de mais respostas, se possível me informe.
    BELO HORIZONTE, JULHO DE 2013.
    JORGE ANTONIO DE JESUS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *