Foto contemplativa: vendo o mundo com novos olhos

É possível a fotografia ultrapassar os limites do pensamento, mesmo os sutis, e entrar no ramo contemplativo, que na verdade desafia os pensamentos, as idéias, as expectativas? Andy Karr e Michael Wood, dois fotógrafos canadenses e budistas, acreditam que sim e estão lançando o livro “The Practice of Contemplative Photography: Seeing the World with Fresh Eyes” (“A Prática da Fotografia Contemplativa: Vendo o Mundo com Novos Olhos”), uma reunião do conceito com uma extensa galeria sobre o que chamam de “fotografia contemplativa“. Explicando fotos tiradas com esse intuito, Andy Karr normalmente afirma que “são assuntos que ninguém está procurando“, não-convencionais, mas, mais importante que isso, novos, livre dos processos da mente pensadora, e de mensagens.

O livro tem um site, seeingfresh.com, e também uma página no Facebook (com vários atualizações sobre a repercussão que o livro está recebendo).

“A técnica da fotografia contemplativa é trabalhar com os gaps naturais que temos, com nossos processos mentais atuantes que dizem às nossas almas o que estamos experimentando. Então, pegando esses gaps, notando-os, ampliando-os um pouco, usamos esses percepções como a base para o que você vai clicar.”
~ Andy Karr

Abaixo, uma entrevista com o autor Andy Karr (em inglês):

Assuntos desse conteúdo
, , , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *