Um modelo de negócios para sucesso pessoal?

O desenho abaixo é de Alex Osterwalder, um especialista em inovação de modelos de negócios e autor do livro “Business Model Generation” (que deve virar app de iPad em breve). Segundo ele, o que formaria um modelo de negócios pessoal de sucesso seria a interseção de 3 círculos: 1) aquilo que você faz bem (círculo vermelho), 2) aquilo que você gosta de fazer (verde), e 3) o que é necessário fazer (vermelho). Apesar de simples, em tese o modelo parece ser bom. O que não é tão simples de definir são as habilidades e gostos de uma pessoa, e o que não é tão fácil de enfrentar é que raramente os círculos serão tão bem tangenciados como no desenho — algo sempre vai prevalecer, e pode ser desequilibrador.

Por isso, acho fundamental um trabalho sobre a vocação antes da criação de um “modelo de negócios”. Uma vez que você sabe o que realmente quer, o que sente que deve fazer, o modelo de negócios pode ser mais facilmente manipulado, inclusive a longo prazo. Sem esse sentido de caminho pessoal, a possibilidade de erro ou de criar uma tendência por um viés deturpado, como por exemplo apenas dinheiro, pode ser grande.

Assuntos desse conteúdo
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *