O fabuloso destino de um singelo desenho predestinado à auto-reflexão

O gesto do papel colado no banco do parque lembra muito os que a fabulosa Amelie Poulain fazia no seu filme. Essa animação, “Drawing Inspiration“, não tem nenhuma fala e é de uma singeleza destoante entre os vídeos que vemos hoje todo dia na Internet. Aqui há uma mensagem de vida e de abrir os horizontes, e também tem uma arte de animação admirável.

Assuntos desse conteúdo
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *