O “perdão” do Vɐticano depois de 42 anos

Aparentemente é um fato verídico do mundo não-surreal.

E quem perdoa o Vɐticano por achar, até hoje, que Lennon ter dito que os Beatles eram maiores que Jesus é um pecado, e também por achar que é o representante oficial e/ou tem procuração de Jesus Cristo para se sentir ofendido e para perdoar alguém em seu nome, e por demorar 42 anos para realizar esse perdão (a um ser humano — ou uma declaração dele)?

Nesse ritmo, podemos esperar (eu não, mas quem quiser esperar pode) mais alguns trilênios até que a humanidade inteira seja perdoada. Haja fila.

Prezado Vɐticano: I hope one day you will join us, and the world will live as one.

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *