A vida e o rabo de saia

– Qual a melhor coisa da vida?
– A vida.
– Qual a pior?
– O rabo de saia (disse brincando) (…)
– Sério, qual é a pior?
– Viver achando que nada está bom.
– Não saber viver?
– Isso.
– E a melhor coisa seria saber viver, então?
– Isso. Há um limite de tolerância máximo e mínimo, a gente vive ali.
– No caminho do meio. Como Siddharta Gautama.
– Isso. Siddharta Gautama, grande.

Diálogos de domingo na varanda com meu tio Júlio, 80 anos. 2006.

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *