A urgência da nova medicina integrativa é curar a doença pela raiz, não só no corpo físico, defende Amit Goswami [VÍDEO]

“Nós sempre devemos tentar curar a doença pela raiz. Se é um adoecimento no corpo mental que está causando a doença no corpo físico, então temos que tratar o corpo mental. Ou se for no nível vital, então temos que tratar o corpo vital. Essa é a idéia da medicina integrativa. É um fato que 75% ou 80% das nossas doenças são de fato doenças crônicas. E é um fato que nas doenças crônicas o papel do corpo físico é secundário. O que está acontecendo é que o corpo físico sofre de fato do desgaste natural, mas não há correção a ser feita nesse caso. Não há cura física para órgãos que se tornaram envelhecidos e que portanto não conseguem mais cumprir suas funções, exceto pela substituição dos órgãos, que obviamente é um processo difícil (…). Desta forma, voltamos à medicina alternativa, porque o corpo vital pode ser ajustado, criativamente, para se encaixar mesmo no mais deformado, mesmo nos órgãos físicos envelhecidos.”
~ Amit Goswami, “O Ativismo Quântico e a Saúde”

A integração da medicina alopática, predominante em países como o Brasil e os Estados Unidos, e a medicina integrativa, cujas origens estão no Ayurveda, da Índia, a Medicina Tradicional e a Acupuntura, da China, entre outras, é o tema desse vídeo em que o físico indiano Amit Goswami (autor de “A Física da Alma” e “O Universo Autoconsciente”, entre outros) explica a importância da mudança de paradigma e o reconhecimento da “cura quântica” na prática medicinal contemporânea. Além dos baixos custos, o reconhecimento do paradigma quântico traz uma compreensão ampliada sobre o processo da doença no ser humano, traz o reconhecimento dos papel de seus outros corpos – vital, mental, supramental – na gênese das doenças e muda o entendimento do tratamento do corpo físico na busca da cura. “O problema do materialismo científico é que ele lida apenas com o aspecto material de tudo, e é por isso que temos que nos engajar no ativismo quântico, porque a visão tem que mudar”, diz Amit num dos trechos da entrevista.

Segue o vídeo, publicado e legendado pelo Instituto Aleph, que está trazendo Amit Goswami para o Brasil no próximo dia 5 de maio para um workshop único de um dia em São Paulo. O Dharmalog e o Instituto Aleph estão oferecendo um ingresso íntegral e um set de 5 livros autografados na promoção Amit no Brasil. Conheça e participe, o prazo é até quarta-feira, 18 de abril.

Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

9 Comentários

  • Gente,

    Sou admiradora do AG – vai daí que:
    (Para quem prefere ler a ver- sabe, àquele lance de marcadores coloridos?)
    Memória Roda Viva
    http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/187/entrevistados/amit_goswami_2008.htm.
    ++++++++
    Sendo adepta da fitoterapia, a Medicina Alternativa e Vibracional fazem todo sentido para mim (o meu spray de garganta é imbatível, um espetáculo! rs).
    Qdo AG fala tudo fica perfeitamente claro, inclusive o Ser = Consciência.
    ++++++++
    (Lembram-se do Lance Amstrong? O ciclista americano, 7 vezes campeão do Tour de France? (1 cancro no testículo e mais 2 do tamanho de uma bola de golfe – cérebro e pulmão)
    Ele seguiu em frente:
    “Enganaste-te na pessoa ao escolheres um corpo para viver, cometeste um erro porque escolheste o meu”. Lance estava disposto a lutar contra o seu câncer, independente dos parecer clínicos. E venceu. E voltou a competir…”
    +++++
    A nomenclatura do AG (Ayurvédica?) é um pouco diferente: corpo vital é o corpo emocional (corpo dos desejos)? Se alguém souber, me conta?

    “Porém, os desequilíbrios emocionais podem ser causados tanto por distúrbios neuroquímicos na atividade cerebral quanto por fluxos anormais de energia entre o corpo astral e os chakras influenciando nas doenças físicas através do trinômio mente, corpo físico e corpo astral, facilitando a compreensão da relação entre o stress e a doença física.

    A emoção é uma característica da atividade neural do sistema límbico, o cérebro ajuda a alma a se expressar na forma da vida física, se o sistema nervoso ficar debilitado pela doença a personalidade poderá ficar aprisionada num veículo não expressivo.”

    +++++++
    “A Física Moderna serve de base á compreensão do inconsciente humano, com sua predominante característica de imprevisibilidade. O novo pensamento da Física mudou totalmente a visão de mundo. De acordo com a Teoria Sistêmica, a célula, um sistema completo em si mesmo, integra um tecido, que compõe um órgão, que pertence a um indivíduo, que vive numa família, dentro de uma sociedade, num país, num continente, no planeta Terra. Somos um sistema em interdependência com outros sistemas, dentro e fora de nós mesmos. ”
    Carmen Souza – Psicanalista e Terapeuta Floral (de anotações pessoais – Nac)

    As energias astrais afetam o cérebro e o sistema nervoso através das ligações sutis com o corpo etérico e das ligações com o corpo físico.

    Outra denominação para o corpo astral é corpo do desejo, sede dos desejos sexuais, anseios, disposições de espírito, sentimentos apetites e temores, este uma das energias astrais que mais influenciam. O grau que o sujeito é afetado pelos temores ou desejos é que vai determinar a extensão e a natureza da expressão de sua personalidade no plano físico.
    +++++++++++

    E já que a energia pode fluir através dos chakras em duas diferentes direções: do ambiente energético sutil para dentro do corpo e vice versa – de quem é a REPONSABILIDADE?

    Obrigada e Clap..Clap pelo Post.
    Um Belo Dia para todos!

    • A nomenclatura varia, me parece que o Amit tentou usar algo que é relativamente parecido entre as principais escolas a que se referiu. Apenas o conceito de “supramental”, que eu conheço, é mais ligado a visão de Sri Aurobindo (supermente/superhomem).

      Sobre a responsabilidade, acho que ela varia. Mas, essencialmente, eu diria que é o dentro, é ele que dirige a carruagem, embora o ambiente seja necessário – e é ele que se move e se aproxima ou se afasta desse exterior.

      Sublinho o agradecimento e os dirigo ao dr Amit Goswami, que faz esse rico trabalho e transmite um novo paradigma de maneira clara, e também ao Instituto Aleph, que traduziu esse vídeo pra gente (e está trazendo o Amit de novo pro Brasil).

      Namastê.

  • O Dr. Amit em seus livros (Universo Autoconsciente, Janela Visionaria, O médico quântico, A física da alma) expressa uma realidade quântica que ainda é dificil de entendimento. A consciência é essa gestora de tudo. Mas aceitamos sem ter maiores informações pois não sabemos ainda o que é consciência. O ser humano é um ser “gregário” em si mesmo. No proprio corpo transporta e se relaciona com inumeros seres microbiologicos que não são as suas próprias celulas. O Corpo se desenvolve e replica-se em mitoses e meioses constantes em um meio extremamente diverso de seres. Tudo isso gerenciado pela “consciência” do proprio ser. O cancer sendo uma doença autoimune desperta estruturas virais prexistentes que unindo-se as celulas replicam os codigos geneticos enganando o sistema imunologico que nao reconhece o agressor. Tudo isso promovido pelo desequilibrio emocional. O ativismo quântico proposto pelo Dr. Amit corrobora os conhecimentos milenares orientais que trata o ser de forma “preventiva” se mantendo saudável ao invés de forma corretiva atancando o organismo sem dar atenção ao “espírito”. Todas as formas se expressam de dentro para fora. Logo desarmonizando-se expressa-se a doença que não pode ser corrigida pois o ser permance em desarmonia. As células possuem memória e transferem essa memória a medida que se renovam. O ser humano é preponderantemente emocional, sua evolução só foi possivel a medida que suas estruturas neurais puderam ser otimizadas e sofisticadas ao ponto de desenvolver os neurohormonios, com isso potencializar a informação na bioquimica cereberal e do proprio organismo. Sem duvida a possibilidade de debatermos sobre fisica quântica e suas implicações e aplicabilidade promove grandes esclarecimentos para a propria vida. Muita paz. Adams Auni

  • Sr. A. Auni,
    Quando ele diz (AG): “O cérebro não produz a consciência, a consciência produz o cérebro”, eu aceito com tranquilidade tal afirmativa, pois é claro para mim algo que a minha Consciência não é: Ela não é a minha mente, tão facilmente treinável e por que não dizer…enganável. E é desse conhecimento subjetivo (e empírico, observando aqueles que já trilharam antes de mim) que parto da premissa do que ela não é.
    Foi importante p/mim as suas palavras: “promove … para a propria vida.”

    Crie este universo agradável para si.
    O mundo agradecerá o seu trabalho.
    Brahma Kumaris
    Grata e Boa Sorte!

  • Olá, boa observação, a realidade é um epifenômeno da consciência. Existem algumas observações que nos permitem, mesmo que de forma empirica, construir como esse processo ocorre. É nesse sentido que as abordagens do Dr. Amit, fazem sentido, pois transitam de um lado extremamente cientifico e comprovado, mesmo que matematicamente, para um outro lado transcendental, e nem por isso fazendo-o ter um aspecto “mistico” que para muitos é difícil aceitar. Não existem fenômenos sobrenaturais, apenas fenômenos que não é possivel ainda observar e entender.
    Prossigamos em frente, muita paz.

  • Obrigada Sr. A.Auni,
    E quanto aos “fenômenos que não é possível ainda observar e entender”, do meu patamar de leiga e laica, trilhar o caminho do auto-conhecimento, bebendo em fontes como a do A.Goswani, PhD ou do vizinho da porta ao lado – que você acabou de encontrar em pleno “Estado Búdico” -, e tentar acompanhar cada levantar de véus da Ciência, na medida que os seus próprios atuais (e no meu caso: parcos) conhecimentos assim o permitam, buscando uma maior conscientização do seu próprio EU é a atitude que escolhi, pois trata-se, citando o senhor, da promoção da própria vida (que repete e comprova, incensantemente, que quando eu melhoro – o mundo melhora = Efeito Borboleta/Teoria do Caos).
    Mais uma vez, grata pela atenção e por compartilhar seus conhecimentos.
    Boa Sorte! Norma

    • O ideal é perguntar ao Dr Goswami, Maria Luisa (ou a alguém já com esse conhecimento adquirido). Mas certamente algo mais profundo e integrativo do que apenas a remediação e tratamento tópico “externo”, que também podem ser úteis em um nível. A característica dessa medicina me parece ser de alta capacidade preventiva, mas como Dr Goswami cita rapidamente acima, há também tratamentos de doenças já estabelecidas que comprometem órgãos do corpo. O fundamental é o entendimento do processo e do que o Adams Auni bem colocou ali acima, pois a realidade é de fato um epifenômeno da consciência e não uma chuva de eventos aleatórios que envolvem o ser humano sem motivo nem lógica. Tratar uma doença crônica como um manifestações isoladas repetidas ou órgãos do corpo como peças de carro não me parece muito medicinal. Mas é o que temos feito até agora.

Deixe uma resposta para Adams Auni Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *