O convite poético de Rumi: “Vem. Conversemos através da alma. Revelemos o que é secreto aos olhos e ouvidos.”

A poesia abaixo é uma das preciosidades do poeta e mestre sufi persa Jalāl ad-Dīn Muḥammad Rūmī (1207-1273), ou somente Rumi, considerado o poeta mais traduzido para o idioma inglês e o maior poeta persa da história. O livro “Poemas Místicos” é uma coletânea de 79 poemas extraídos de uma coleção de mais de 5 mil, criados a partir de um encontro iluminado de Rumi com seu mestre Shams ud-Din de Tabriz – o mesmo mestre que transformou a vida de Rumi no primeiro encontro, indicado como tendo acontecido em 15 de novembro de 1244 (Wikipedia), e que teria tirado Rumi da vida de professor e jurista e o colocado na vida asceta.

Embora a tarefa de descrever a presença da alma ou a comunicação que acontece além dos sentidos seja difícil, Rumi faz um belo esforço nesse poema, e fala ao coração pedindo um tempo à visão e à fala, e confiança na sabedoria que acontece além. O livro “Poemas Místicos” está na Coleção de Trabalhos Representativos da UNESCO, na seção da Herança Persa.

//////////

GHAZAL 1540 (“Fountain of Fire”)
Por Rumi

Vem.
Conversemos através da alma.
Revelemos o que é secreto aos olhos e ouvidos.
Sem exibir os dentes,
sorri comigo, como um botão de rosa.
Entendamo-nos pelos pensamentos,
sem língua, sem lábios.
Sem abrir a boca,
contemo-nos todos os segredos do mundo,
como faria o intelecto divino.
Fujamos dos incrédulos
que só são capazes de entender
se escutam palavras e vêem rostos.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta.
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Como podes dizer à tua mão: “toca”,
se todas as mãos são uma?
Vem, conversemos assim.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma.
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma.
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.
~ Rumi

Assuntos desse conteúdo
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

15 Comentários

  • Boa noite para todos!

    Nando, demais amigos,

    Rumi foi mesmo maravilhoso. Vejam esta magnifica pergunta:
    “Por que lutar para abrir uma porta entre nós quando a parede inteira é uma ilusão?” (Rumi)

    abraços,

    Áurea

  • A porta, a parede …tudo ilusão. E eu batendo “por dentro”:

    “Todo o meu falar é loucura, cheio de sim’s e não’s
    Durante muito tempo eu bati na porta –
    quando ela se abriu eu descobri
    que estava batendo por dentro!”

    Rumi – “A NOITE DE NÚPCIAS (A UNIÃO) ”

    Grata e Fiquem Bem!

    (Áurea: Só faltou o Rumi no “Ponto de Mutação” – :)* )

  • Nando (e todos os d+),

    Não sei se vc já viu, mas por achar tão genial, gostaria de compartilhar (seguindo
    a segunda lição (do + novo “baladeiro da praça” = Living’ La Vida Louca” – Pisc*) do Stephen Hawking (postadas no W.Post), que diz: “Knowledge is best put to use when shared. “Conhecimento é melhor quando compartilhado), então, aí vai o link:

    Rembrandt’s Timeline

    http://youtu.be/WaiG-pZGQlU
    25302 exibições

    RijksmuseumAmsterdam 4 dias atrás

    R. Hermann tb postou – quote:

    “Que coisa maravilhosa! Que ídeia pra ensinar! A timeline de grandes artistas, personalidades?

    Quem seriam os amigos de Rembrandt? O que ele postaria em sua página no Facebook?

    Bem, na imaginação de quem criou a TimeLine, Rembrandt postou, há 384 anos, “Fiz meu auto-retrato. Me diga o que você achou!”

    E seu amigo e pintor contemporâneo Peter Paul Rubens respondeu:

    – Muito bom!

    Depois Rembrandt avisa “Olha o que meu amigo Johannes Vermeer fez!”, apontando para The Milk Maid, que já tem 5 mil ‘likes’. (tradução do post do Open Culture)
    Unquote

    É coisa de gênio (a Poesia de Rumi me fez lembrar do vídeo) – revista e com up-grade!

    Boa Sorte!

    • Que ótimo, Norma! E hilário!

      “376 years ago near Amsterdam”.

      Parece bem feito. Mas será que as relações existiam de fato? As falas são de cartas ou totalmente fictícias? O Van Gogh era um esquizóide, não tenho certeza se ele entraria no Facebook. Talvez o irmao dele abrisse uma fan page pros trabalhos dele… :)

      Muito bom, obrigado por compartilhar!

      Namastê.

  • Que bom que vc gostou (espero que todos gostem). Creio mais na criatividade de quem criou a “timeline”, apesar de Rubens ter sido contemporâneo. (indicação do Museu que criou logo abaixo). Tanto o Museu qto o Open Culture estão no Facebook.
    +++++++++++++
    Um pequeno retorno pelo tanto que o Dharmalog passa.
    (Hoje,Rumi que transborda à Alma…e exige policiamento constante para lembrarmos que esse Ser de quem se fala – esse adorável Amado – é você mesmo… – Humpf)
    ++++++++
    Rembrandt’s Facebook Timeline

    A iniciativa foi do próprio museu (2º o Open Culture)- bem sacado!

    in Art, Technology | June 7th, 2012 3 Comments

    The Rijksmuseum, located in Amsterdam, houses famous paintings by Rembrandt, Vermeer, and other Dutch masters. Recently, the 212-year-old museum decided to get a little modern when it imagined what Rembrandt’s Facebook Timeline might look like.
    (…)
    You can find The Rijksmuseum on Facebook here, and our stimulating Facebook Page here, where we share our posts every day.

    _/\_ Norma

    • Oi Norma,

      Não lembro de ter publicado esse vídeo aqui, embora algumas imagens pareçam estar dentro de um outro. Conferi nos arquivos e não há referência ao título “Sanctuary Asia” ou ao autor “Vivek Chauhan”.

      O vídeo está “ganhando o mundo”? Onde vc viu?

      Um abraço.

  • Na verdade, eu não sei quem me enviou. Eu o salvei e deletei o e-mail. Havia o Dharmalog e um outro contato fora, como opções.O motivo é que uma amiga a quem repassei, no Brasil, cerca de 1 mês +/-, ficou interessada em postar e queria acrescentar algo sobre a homenagem final (já que o Chico Mendes é um deles)e naturalmente, citar a fonte. Vou sugerir que ela tente via quem subiu o vídeo no YouTube, para saber vínculo com que ONG.
    Desculpe-me qq incômodo/trabalho extra.
    (é um belo vídeo bem harmonizado com a trilha sonora – se ainda não ganhou o ‘mundo’: merece!)
    Obrigada p/resposta e p/presteza e Boa Sorte!

  • Em “pleno” Carnaval (entre aspas porque de onde moro não ouço qualquer sinal de), aproveito (mais ainda) para caçar… bem-estares como este que Nando Pereira oferta. … Ganhaste mais um ser em mim, Mouna. Sempre A Gratidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *