A vida pode ser um goleiro no fim do dia

Andando numa rua movimentada de Laranjeiras no fim do dia, reclamo da vida pruma amiga. Três passos depois, um animado garoto de uns 9 anos, vestido de uniforme de colégio, coloca uma bola de futebol na minha frente, dá uns passos para trás posando de goleiro e sorri pra mim. Minha amiga: “ó!”. Sacando o instantâneo milagre ali na minha frente, fui lá, fiz a pose de atacante e chutei feliz pro garoto defender. Outro sorriso.

A vida é realmente uma aula.

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *