A “segunda vinda” de Cristo, por Eckart Tolle

“(…) Jesus tentou transmitir diretamente, e não através de divagações, o significado de presença, de auto-realização. Ele foi além da dimensão da consciência governada pelo tempo e penetrou no domínio da eternidade. (…) A eternidade não significa tempo sem fim, mas tempo nenhum. Assim, o homem Jesus se tornou o Cristo, um veículo de pura consciência. E qual é a própria definição de Deus na Bíblia? Será que Deus disse: “Eu fui e sempre serei?” Claro que não. Isso teria conferido realidade ao passado e ao futuro. Deus disse: “EU SOU O QUE SOU”. Aqui não existe o tempo, só a presença.
A *segunda vida* de Cristo é uma transformação da consciência humana, uma mudança do tempo para a presença, e não a chegada de algum homem ou de alguma mulher. Se “Cristo” estivesse para chegar amanhã, revestido de alguma forma externa, o que ele ou ela poderia nos dizer além do seguinte: “Eu sou a Verdade. Eu sou a Divina Presença. Eu sou a Vida Eterna. Estou dentro de você. Estou aqui. Eu sou o Agora“.
~ Eckhart Tolle em “O Poder do Agora” [*]

Assuntos desse conteúdo
,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

3 Comentários

  • muito interessante!
    eu vi Matrix Reloaded ontem e gostei muito. não fui pensando q o filme poderia ser “melhor” ou “pior” que o primeiro. acho que não é isso que vale, não é por aí… gostei muito do que filme, tanto as mensagens q estão nele quanto visualmente. é como vc andou falando aqui no blog, qualquer um pode (e deve) ser o escolhido. e por aí vai… :-)

  • fique à vontade Funny. seu “roubo” é um presente. :)
    o livro está à venda em qqer livraria, mesmo as mais pequenininhas, pois já é quase um best-seller. é um livro simples mas muito rico.

Comentários encerrados.