Aos que tem medo de morrer (2): Ken Wapnick e a visão de Um Curso em Milagres

Na mesma hora que publiquei o trecho de um livro de Paramahansa Yogananda sobre o medo da morte, no post anterior, alguém me enviou um texto sobre o mesmo tema num dos grupos que participo: o comentário de Kenneth Wapnick (1942-2013), um dos maiores estudiosos realizados de Um Curso em Milagres (UCEM) sobre a visão da morte. Na verdade é uma resposta dele aos muitos que lhe perguntam “O que acontecerá quando eu morrer”, e, como de costume, é uma resposta muito direta, baseada nos ensinamentos do Curso, mas com sua clareza e força ímpares. A motivação de trazer esse texto aqui é a mesma do texto anterior: nos dar mais visões sobre esse tema da morte (e o medo dela), de escolas que possuem um corpo de sabedoria relevante, e que nos ajude a entender a própria vida.

Uma curiosidade é que Ken usa uma metáfora parecida com a do mestre budista Sogyal Rinpoche (1947-2019) para falar do processo de morrer. Sogyal menciona a tv que desliga, enquanto Ken fala do filme que acaba. O post que contém a explicação de Sogyal Rinpoche é este: “A vida não é só uma televisão velha que é desligada (quando se morre). Não é isso.” Sogyal Rinpoche

Ken Wapnick foi PhD em Psicologia Clínica, fundador da FACIM (Foundation for a Course In Miracles) e conhecido por sua capacidade de ensinar e explicar o curso. O Dharmalog já publicou outros posts com sua visão sobre alguns assuntos de psicologia e espiritualidade, como o profundo vitimismo na vida e a necessidade de reconhecer o erro que é o sistema do nosso ego.

Se você não conhece Um Curso em Milagres, talvez seja interessante se familiarizar com ele um pouco, para compreender melhor o que diz Ken Wapnick abaixo (embora não seja impeditivo não ter nenhum conhecimento do Curso).

//////////

O QUE ACONTECERÁ QUANDO EU MORRER?
Por Ken Wapnick (UCEM)

“Uma pergunta que as pessoas frequentemente fazem é “o que acontecerá quando eu morrer?”

O problema com essa pergunta, apesar de ser uma pergunta sincera, é que está baseada na premissa de que você está no corpo e quer saber o que acontecerá quando sair do corpo.

Primeiro tem que ficar claro que o você é, a quem o curso se refere, não é o eu-corpo. Esse você, é a parte da mente, que escolhe.  É o tomador de decisão, sonhando que está no corpo.

Sonhando que nasceu em um corpo, num período no tempo.

E sonhando que seu corpo morre.

Durante todo o tempo em que esse sonho  está ocorrendo,  você é a parte da mente que escolhe entre o ego é o Espírito (Santo).

Então o que acontece  quando você morre? NADA,  porque nada acontece enquanto você acredita que está no corpo.

Pense em si mesmo assistindo um filme em casa sentado na sua poltrona mais confortável e durante duas horas ficando totalmente identificado com o filme. Quando o filme acaba você continua sentado na sua poltrona confortável? Ou você acaba junto com o filme?

Você tomador de decisão, é a parte da mente que decide o filme que quer assistir.

Culpa e medo na mente, apenas pereceram sumir da mente, durante a identificação com o corpo.
Apenas parecem sumir da mente e estar no mundo.

Mas como só existe mente, nada acontece no corpo.

Assim, quando o corpo morre, culpa e medos inconscientes continuam na mente. Nada mudou.

Se o corpo morre e a mente está identificada com a mente errada, você terá pensamentos e experiências da mente errada.

Se o corpo morre e sua mente está na mente certa você terá experiências e pensamentos da mente certa.

É só isso.

Exatamente como acontece durante o tempo em que nos percebemos no corpo.

Por isso não é uma questão do corpo morrer ou continuar vivo, e sim de corrigir a mente. Pensamentos sejam da mente certa ou da mente errada, estão na mente e a mente não está no corpo. O que muda é você como o tomador de decisão, escolhendo o ego ou o Espírito (Santo).

Fora disso nada muda.

Não se iludam, nada está acontecendo no corpo”.

//////////

2 Comentários

  • Depois que perdi minha mãe fez 2 anos agora no dia 24/04,eu passei a ter mais medo,e parece o quanto mais eu penso.. mais medo tenho,são realmente muitas perguntas que gostária que fosse respondida…..o que acontece ? qual a sensão ? escuridão ? o medo de não existir mais nada,nem resposta para todas as pergunta….. =/

    • Jean,

      O medo definitivamente não é uma sensação boa, mas as perguntas são importantes. E muitas vezes demonstram que a pessoa está mais perto da realidade, ao invés de negá-la ou dispensá-la com alguma crença pronta. As perguntas muitas vezes orientam o caminho para a compreensão. Desejo que você vá fundo e encontre.

      Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *