13 aforismos mais elevados de Atisha: “a meditação mais elevada é aquela que deixa ser”

Um dos mestres mais importantes do Budismo, o indiano Atisha Dipamkara Srijnana (982-1054), um dos principais responsáveis pela revitalização do Budismo no Tibete e na Ásia, e até por alguns considerado “o segundo Buda“, é referido como o autor de um ensinamento que lista as 13 mais elevadas orientações que uma pessoa pode receber no caminho espiritual, como a meditação mais elevada, a atividade mais elevada, a qualidade mais elevada, a paciência mais elevada, a sabedoria mais elevada e daí por diante. Não há nenhuma explicação no ensinamento, apenas a listagem simples (“apenas”), mas é o suficiente para uma reflexão profunda sobre como seria uma vida de acordo com essas orientações. E sobre a importância de cada uma delas para quem busca o auto-conhecimento e o despertar.

Eis o texto, traduzido livremente por este blog, mas inspirado em algumas traduções diferentes já existentes:

Certa vez Atisha foi perguntado por seus discípulos,
“Qual é o ensinamento mais elevado do caminho?”

Atisha respondeu:

“O habilidade mais elevada é a realização do altruísmo abnegado.
A nobreza mais elevada é domar a própria mente.
A excelência mais elevada é ter uma mente que busca ajudar os outros.
A qualidade mais elevada é procurar servir aos outros.
O preceito mais elevado é a conscientização contínua.
O remédio mais elevado é entender o vazio de tudo.
A atividade mais elevada é não se conformar com as preocupações mundanas.
A conquista mais elevada é reduzir e transmutar as paixões.
A generosidade mais elevada é o não-apego.
A moralidade mais elevada é uma mente pacífica.
O paciência mais elevada é a humildade.
O esforço mais elevado é abandonar o apego às atividades.
O meditação mais elevada é uma mente que solta e deixa ser.
A sabedoria mais elevada é não se apegar às aparências.
Atisha

//////////

Assuntos desse conteúdo
, ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *