Não estamos aqui por casualidade, não há nada que aconteça sem uma causa: Lama Yeshe

Lama teaching at Kopan, 1974Quando começamos a levar mais a sério as perguntas e indagações sobre a vida e a existência, certamente vamos passar (ou parar) nessa investigação: a da causalidade — ou casualidade. Tudo é por acaso? Nada é por acaso? Partes são e partes não são? Segundo afirma categoricamente o célebre Lama Thubten Yeshe (1935–1984) no trecho abaixo, nada acontece por acaso. É uma compreensão (ou atestado) fundamental de ser compreendido, mas é frequentemente ignorado em circunstâncias que preferimos chamar de nomes como “infortúnio”, como se o fato de que “nada acontece por acaso” fosse aplicável apenas a algumas coisas (“algumas coisas não acontecem por acaso, outras sim”). O que o Lama diz, no entanto, é que se achamos que algo está fora da rede da causalidade, essa é uma compreensão causada (sic) por nossa ignorância.

Lama Yeshe tem um tipo de discurso direto e assertivo, que incita a buscarmos entendimento com rigor e vontade séria. Sem meias palavras ou expressões de incerteza ou fuga.

O texto abaixo foi intitulado “No estamos aquí por casualidad“, traduzido para o português do espanhol no site das Ediciones Dharma:

“E porque as coisas são deste jeito? Porque somos ignorantes. Devido à nossa ignorância, tudo que experimentamos vem acompanhado de pensamentos extremamente limitados. Portanto não acontece simplesmente por azar. Esse é um conceito errado. Assim, insisto novamente que qualquer prazer e qualquer dor tem uma causa, tem uma causa principal. E o mesmo ocorre com nosso redor. Não há nada que aconteça sem uma causa. Se pensas que todas as sensações felizes ou infelizes acontecem simplesmente por casualidade, sem serem causadas por uma energia que existe em nosso interior, então estás sustentando um conceito errado com o qual não há possibilidade de crescer, não há possibilidade de compreender, porque estás ignorando a causa. Ignoras as causas que produzem estes resultados. Estás ignorando a relação interdependente de tudo com tua própria consciência”.
~ Lama Yeshe, via Ediciones Dharma

//////////

Assuntos desse conteúdo
,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog, terapeuta na Hridaya Terapia (São Paulo) e proprietário do Dharma Office.

6 Comentários

  • Esta queixa ainda me persegue: Porque certas coisas (horrorosas do ponto de vista dual) acontecem com crianças animais e com quem quer que seja?? quando vejo coisas assim sinto profunda tristeza e desanimo e minha energia cai lá embaixo. Já questionei o Mestre sobre isso: Porque não há uma proteção divina contra isso? a reposta foi curta:
    “Todos estão protegidos, nada pode de fato nos acontecer”.

    Aquilo foi duro, nada fácil de engolir e ainda retumba em minha mente sempre que me deparo com questões assim. Espero um dia poder superar estas palavras e encontrar o seu sentido profundo.

    Possam todos os seres encontrar a felicidade e superar o sofrimento.
    Ed.

    • Ed, essa “queixa” contém um caso extremo que é reincidente em debates sobre a existência, Deus, etc. Acho que a primeira resposta podemos responder, é mais simples, sobre o porque acontece: acontece porque uma coisa é causada por outras coisas. Como a ignorância e o sofrimento, em alguns casos combinada com outros fatores, provoca isso. A segunda é mais difícil, talvez jamais consigamos captar a resposta do seu Mestre enquanto estivermos cheios de identificação e enganos a respeito das dimensões que vivemos.

      Possam todos os seres encontrar a felicidade e superar o sofrimento [2].

      Nando

    • Porque não começar do início?

      Não existe dúvidas para aqueles que conhecem a ti mesmos. Se você sabe quem é o real você. Porq faz essa pergunta?

      Quem é você? Quem é o ser q carrega dúvidas? De quem caí a energia?

      Existe uma história de um homem que vinha chegando do pasto para ir tomar banho em sua casa, e quando vê-la de longe começa a chorar, pois, a casa esta pegando fogo.

      Então seu filho aparece e pergunta: pq choras? Vendemos a casa enquanto você não estava.

      Logo, o homem fica despreocupado, a responsabilidade não é mais dele, é do homem que comprou-a. Daí, sua esposa vem correndo e diz: vendemos a casa mas o homem não assinou nenhum papel, não recebemos o pagamento! A casa ainda é nossa.

      O homem volta a chorar. fim.

      Você não sabe quem é você, então procura alguém para responsabilizar. Joga a responsabilidade em Deus, como proteção divina. Se a responsabilidade é divina, porq então acontecem essas barbaridades? A culpa é minha? Mais quem sou eu? Quem é o ser que quando está divertindo-se não liga para o sofrimento?

  • Também me coloco sempre a mesma questão do Ed. O porquê de tanta injustiça? o porquê de tanto sofrimento de seres como crianças? o porquê de tanta desigualdade do ponto de vista global – morte for fome verdadeira, por exemplo?
    Se a resposta reside na ignorância humana em algumas situações, noutras não há resposta. Não há motivo.
    Porquê então, que seres que não merecem sofrem?
    Onde reside nesses casos a causa principal?
    Se bem que creio ter entendido o que o Mestre de Ed disse, quem somos na realidade, o nosso Ser profundo, sem tempo nem espaço, não pode ser magoado, é-me sempre muito difícil testemunhar casos crueis e injustos e creio que será até ao fim desta minha existência.
    Namasté

  • Realmente, as nossas dúvidas permanecem. Por que um idoso, no seu fim de vida, precisa passar por tanto sofrimento num hospital, antes devir a óbito? Por quê?

    Por quê vemos uma criança, que tem uma vida pela frente, morrer tragicamente? Há certas coisas q minha cabeça fica mto confusa e ñ consigo entender.

    Gostaria de me aprofundar mais nessas questões. Estou a fim de encontrar essas respostas no Espiritismo, religião q pretendo abraçar futuramente. Sou católica!

Deixe uma resposta para Joana Cê Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *