As 2 perguntas que ninguém ainda sabe a resposta: uma animação pelo desconhecido por Chris Anderson [TED]

Não só duas perguntas que ninguém ainda sabe a resposta, mas duas das mais interessantes e intrigantes perguntas que se pode fazer sobre o universo lá fora. Não vou entregar seus enunciados, estão no maravilhoso vídeo abaixo (12min) criado pelo curador do TED Chris Anderson e pelo animador Andrew Park. Para a primeira pergunta, Chris Anderson diz que “tudo que sabemos é que a resposta é algo entre zero e infinito“. Para a segunda pergunta, que também contém “inúmeras possibilidades”, ele diz num dos trechos que “talvez a vida biológica seja apenas uma fase passageira“. O fato é que essas questões que Anderson confessa serem obsessão desde sua infância, já tiveram respostas curiosas e fantasias na sua imaginação, e por si só já valeriam a viagem.

“O fato de pensarmos e sonharmos essas questões acabe sendo um dos mais importantes fatos sobre o universo. E eu tenho mais algumas boas notícias para você. A busca por conhecimento e compreensão nunca fica chata. Nunca. De fato, é o oposto. Quanto mais você sabe, mais incrível o mundo parece. E são as possibilidades malucas, as perguntas não respondidas, que nos empurram para a frente.”
~ Chris Anderson, em “Questions no one knows the answers to”

Segue o vídeo com as duas perguntas. As legendas em português estão embutidas no vídeo e para ativá-las clique no ícone das legendas e escolha “Portuguese (Brazil)” no menu:

//////////

Assuntos desse conteúdo
,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog, terapeuta na Hridaya Terapia (São Paulo) e proprietário do Dharma Office.

5 Comentários

  • TED.

    Eu realmente não entendo o pq deles terem censurado as palestras de Rupert Sheldrake e Graham Hancock que é sobre o mesmo conteúdo desse vídeo (questionar). Adoro o trabalho desses caras e suas palestras foram interessantíssimas ou talvez, inquietantes rsrs.

    Belo vídeo, afinal.

    • Paul, também não acho que seja pseudo-ciência o que o Sheldrake e o Hancock fizeram, embora talvez tenha havido escorregões, mas a palestra deles foi mais afirmativa e explorava aspectos mais específicos do que esse vídeo acima, que é apenas uma apresentação de duas perguntas em aberto. As possibilidades que o Chris Anderson (nesse vídeo) abre como respostas misturam teorias reais com coisas da imaginação dele (como a hipotética “lei do silêncio” extraterrestre, rs), por isso também possuem mais “licença poética”, vamos dizer assim.

      O TED cresceu demais e teria que ter uma curadoria muito forte e visionária para não ter que se defender das diversas formas de exploração científica com acusações e se fechar no mundo do materialismo científico (ou “ateísmo organizado”, como já apontaram). Ainda assim, há realmente muita coisa boa no TED.

      ABS!
      Nando

  • “…E eu tenho mais algumas boas notícias para você. A busca por conhecimento e compreensão nunca fica chata…”

    E eu tenho outra notícia não tão boa:
    A expectativa média de vida de um ser humano é 70 ou 80 anos. Não dá tempo nem de arranhar a superfície de todo esse conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *