5 aforismos de Friedrich Nietzsche de “Além do Bem e do Mal”: sobre emoções, desejos, sonhos, amor e ódio

fnietzscheUma das seções do livro “Além do Bem e do Mal” (Jenseits von Gut und Böse), do filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), publicado em 1886, é composta inteiramente de aforismos, intitulada “Máximas e Interlúdios“, e é dessa seção que vem os 5 aforismos abaixo, selecionados por seu tema se aproximar de posts recentes que viemos tratando aqui. Irmã mais nova de seu livro maior, “Assim Falou Zarathustra” (1885), “Além do Bem e do Mal” é uma obra importante, complexa e que trata criticamente de assuntos como a moral, a verdade, a metafísica e o poder. É uma obra que está repleta de idéias e conclusões de alta envergadura, e a escolha de apenas alguns aforismos é uma maneira de não mergulharmos na densidade e nas propostas da obra inteira, mas sim em apenas algumas das suas interessantes e ricas proposições – como os aforismos 175, de teor mais psicológico, o 173, sobre julgamentos pessoais, e o 117, uma meta-observação sobre a emoção.

Um aforismo em especial chamou a atenção: o 153, que traz a expressão que dá título à obra e que diz: “aquilo que é feito a partir do amor acontece além do bem e do mal” — uma afirmação que abraça conceitos enormes do universo humano e da filosofia, e que  coloca o amor no mesmo nível da verdade. A frase original do alemão é “Was aus Liebe getan wird, geschieht immer jenseits von Gut und Böse“.

Seguem os aforismos selecionados abaixo. Se você conhece a obra e os outros aforismos e quiser trazer outros, escreva abaixo. O livro pode ser lido online em português (link 1 e link 2) e em inglês, no Projeto Gutemberg (link).

//////////

ALÉM DO BEM E DO MAL” (aforismos selecionados)
Por Friedrich Nietzsche

117
A vontade de superar uma emoção é na verdade apenas a vontade de uma outra emoção ou de várias outras.
(The will to overcome an emotion is ultimately only the will of another emotion or of several others.)

138
O que fazemos nos sonhos também fazemos quando estamos acordados: inventamos e fabricamos a pessoa com a qual nos associamos — e imediatamente esquecemos que fizemos tal coisa.
(What we do in dreams we also do when we are awake: we invent and fabricate the person with whom we associate ? and immediately forget we have done so.)

153
Aquilo que é feito a partir do amor acontece além do bem e do mal.
(That which is done out of love always takes place beyond good and evil).

173
Não se odeia enquanto continua a se julgar algo como inferior, mas somente quando se julga como igual ou superior. 
(One does not hate so long as one continues to rate low, but only when one has come to rate equal or higher.)

175
No fim das contas, uma pessoa ama os próprios desejos e não aquilo que é desejado.
(Ultimately one loves one’s desires and not that which is desired.)

//////////

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

3 Comentários

Deixe uma resposta para Miguel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *