“A vida, senhor Visconde, é um pisca-pisca”: a filosofia de vida da Emí­lia do Sí­tio do Pica-Pau Amarelo, por Monteiro Lobato

“(Emí­lia) – A vida, senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos – viver é isso. É um dorme e acorda, dorme e acorda, até que dorme e não acorda mais […] A vida das gentes neste mundo, senhor Sabugo, é isso. Um rosário de piscados. Cada pisco é um dia. Pisca e mama, pisca e brinca, pisca e estuda, pisca e ama, pisca e cria filhos, pisca e geme os reumatismos, e por fim pisca pela última vez e morre. – E depois que morre?, perguntou o Visconde. – Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?”
~ Monteiro Lobato, em “Memórias de Emí­lia” (1936)

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

7 Comentários

  • Dizem que o que a gente procura também está procurando pela gente, mas com frequência me surpreendo com o encontrado, como hoje:

    1)”Um rosário de piscados. (…) Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?” (M.Lobato)

    2)POR QUE PENSAR EM REENCARNAÇÃO?
    Se eu conheço a mim mesmo como pura Consciência, pura luz sem forma, isso significa que quando eu deixar essa aparente entidade, essa personalidade, esse ego, isso tudo irá se dissolver completamente? Se a resposta é sim, quem são aquelas entidades mortas que algumas pessoas têm a habilidade de ver e até mesmo interagir e ajudá-las em sua transição? Isso é ao mesmo tempo real e confuso… e o que você me diz sobre reencarnação?

    Se realmente sabemos que a Consciência é tudo que existe, essa pergunta não surgiria. Não é que a entidade separada seja impermanente – ela é inexistente.

    A entidade separada é um produto da imaginação, quer ela apareça no estado de vigília, de sonho ou de após a morte. A entidade separada não faz transição para nenhum lugar. Como uma entidade não-existente poderia fazer alguma transição?

    Por que pensar em reencarnação? Você não está encarnado, muito menos reencarnado! Encarnado significa “nascido no corpo”. Veja com clareza que a Consciência que você, neste momento, intimamente, sabe que é, não está localizada no corpo nem é o corpo.

    Quem é o “eu”, o você, que irá deixar “essa aparente entidade, essa personalidade, esse ego”? Este eu não tem que deixar nada, ou ir a lugar algum – já é inerente à sua natureza estar liberto da entidade separada.

    E quem é “essa aparente entidade, essa personalidade, esse ego” que precisa ser deixada? Ela morre ou desaparece sempre que o pensamento ou sentimento a seu respeito cessa. Em outras palavras, ela está constantemente morrendo.

    De fato, em primeiro lugar, ela nunca esteve viva. Como uma entidade, ela é apenas um objeto, como uma mesa ou uma cadeira. Se procuramos por essa entidade, nós nunca a encontramos. Nós encontramos, em vez disso, a Consciência, ou seja, ela encontra ou reconhece a si mesma – a Consciência que nunca muda, aparece ou desaparece, nasce ou morre.

    Rupert Spira

    Muito Grata e Boa Sorte!

    • É VDD, Julio!

      Vivo:

      Sei que é difícil falar dele, pois crescemos ouvindo e lendo suas histórias e livros… Este livro, “O Presidente Negro ou O Choque das Raças”, é um dos mais constrangedores de toda a literatura nacional: o livro leva a questão do ódio racial tão longe que Lobato, embora o tenha escrito com o objetivo declarado de publicá-lo nos Estados Unidos, teve a obra sensatamente recusada pelas editoras locais (isso aconteceu em 1926). Curiosamente, ele conseguiu publicar o livro na Argentina…

      Numa carta de 1905 endereçada ao amigo Tito, Lobato declara ser impossível “civilizar” e “corrigir” o povo brasileiro, “devido ao fatalismo das inclinações, dos pendores, herdados com o sangue e depurados pelo meio”. Ele conclui que apenas uma injeção de “sangue da raça mais superior” (ou seja, a emigração oriunda de países europeus) asseguraria o futuro do país. Nesta mesma carta, ele chama de “patriota” ao brasileiro que se casasse com “italiana ou alemã”.

      Sei que quase ninguém sabe desse seu lado obscuro, pois essa parte da vida dele foi praticamente apagada de sua bibliografia.

      Monteiro Lobato, em 1927 foi morar em Nova Iorque, onde foi nomeado Adido Comercial Brasileiro. Lobato tinha planos ambiciosos para sua estadia nos EUA (onde residiu por quatro anos). Um deles era a criação da Tupy Publishing Company, uma editora que transformaria “editores e editados” em milionários. Precedido em sua chegada a Nova York por um telegrama da agência noticiosa United Press que citava O Choque das Raças e até falava de uma “provável edição inglesa”, Lobato especulava em dezembro de 1926: “Minhas esperanças estão todas na América. Mas o ‘Choque’ só em fins de janeiro estará traduzido para o inglês, de modo que só lá pelo segundo semestre verei dólares. Mas os verei e à beça, já não resta a menor dúvida”. Ledo engano!

      Quando regressou ao Brasil, em 1931, chegou acreditando piamente nas nossas riquezas naturais e na capacidade de o Brasil produzir petróleo, mas queria que Vargas entregasse à iniciativa privada a extração do petróleo em solo brasileiro (mui patriota)!

      Enviou uma carta ao presidente Getúlio Vargas na qual denunciava o interesse estrangeiro em negar a existência do “ouro negro” no Brasil e acabou detido no presídio Tiradentes, de onde ele enviaria a seus amigos em todo o país cópias da carta que Getúlio considerara “ofensiva”.

      Monteiro Lobato seria preso novamente pelo mesmo motivo em 1941. Esta luta pelo petróleo acabaria por deixá-lo pobre, doente e desgostoso.”
      (resumo de várias fontes)

      Aqui também: http://bravonline.abril.com.br/materia/monteiro-lobato-e-o-racismo#image=165-capa-racismo-1-g

      http://www.oabsp.org.br/institucional/grandes-causas/a-prisao-de-monteiro-lobato

      2) Morto:

      Tentam cassá-lo nas escolas por ‘preconceito racial (Eugenia?).

      Um ‘elefante’ contém muitas naturezas/formas – depende do grau de cegueira e distanciamento.
      O que sabemos? Seria o M.Lobato um homem do seu tempo?
      Enfim, ele tornou a infância de muitos encantadora e esse mérito ele nunca perderá.
      Boa Sorte, Norma

  • Existe muita literatura a respeito deste tema. Nós temos varios corpos sutis, após o desencarne uns deixam de existir e o Ser, ou a Consciência permanece ainda envolta por outros corpos mais sutis, corpo mental, corpo intelectual.. que fazem a ligação com os outros corpos menos sutis e o corpo fisico ao encarnarmos. Quando desencarnamos levamos todas as nossas tendencias, (desejos,vicios, paixões etc…) ainda não resolvidos, que permanecem no corpo mental, são eles os desejos ainda não superados ou sublimados que faz com que retornemos,quem reencarna? O Ego o corpo mental, que se sente separada da Realidade(Deus),depois de varias reencarnações e de conseguir purificar o seu corpo mental este se dissolve no Eu superior, que è eterno imutável, e é o Observador de toda a ilusão, de todo o jogo Divino. (uma explicação a grosso modo, segundo meu intendimento) (Ler literatura de Sathya Sai Baba)
    Ivan

  • NADA A ACRESCENTAR, DEPOIS DE LER DO COMENTÁRIO DE IVAN PINTO, QUANTO AO SER.
    QUANTO À LOBATO, SÓ POSSO LAMENTAR, QUE PESSOAS CONSIDERADAS INTELIGENTES, POSSAM QUERER CRUCIFICAR UM HOMEM DO QUILATE DELE, COM BABOSEIRAS SOBRE RACISMO.
    RACISTAS SÃO AS COTAS RACIAIS NAS UNIVERSIDADES, OS FALSOS CONCEITOS SOBRE CONSCIÊNCIA NEGRA, E POR AÍ VAI.
    LOBATO, É PARA MIM, UM BRASILEIRO CULTO,INTELIGENTE E QUE TINHA UMA VISÃO ILUMINADA SOBRE A INFÂNCIA, AS TRADIÇÕES DE NOSSA GENTE E SOBRE O BRASIL QUE ELE NÃO CHEGOU A VIVER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *