TEDxDaLuz 2 reúne em SP palestrantes em busca das certezas e dúvidas sobre o sentido da vida

Se a jornada fosse só luz e só em linha reta,
era só falar e fazer, certo? Mas tem pontos cegos. Dentro e fora. O que fazemos diante deles?
Nesse momento, o que acontece com a nossa travessia?
Como sustentar este caminho, que se faz ao caminhar?
~ TEDxDaLuz 2

Com um formato mais intimista e cinco palestrantes falando para uma platéia de 50 pessoas, o TEDxDaLuz 2 acontece neste domingo (21/10), em São Paulo, buscando “questões que estão bem no meio do caminho da nossa expressão mais autêntica no mundo”. Depois do evento em 2011, com o tema “Jornadas Gestadoras”, o TEDxDaLuz reduz o número de participantes para aumentar a possibilidade de interações e trocas sobre um tema parecido, explorando a experiência de vida de cada um e catalizando “diálogos entre certezas e dúvidas no meio das travessias”.O tema é “Diálogos no Limiar” e traz os seguintes cinco palestrantes:

  • Nicole e Marie – Musa-Música – cantoras e compositoras de mantras;
  • Julia Catunda e Filipe Doutel – psiquiatras;
  • Raquel Marques – cyber-ativista;
  • Mark Lund – empreendedor e estudioso de mitologia e manuscritos antigos;
  • Cecília Valentim – artista e criadora do movimento A Arte do Ser Cantante.

“Uma característica marcante é o valor que o TED dá ao networking no dia do evento. Para o TED, a comunidade que se reúne ao redor de idéias que merecem ser espalhadas comumente é também protagonista de suas próprias ideias e têm muito a trocar. Inspirado nessa essência do TED, o TEDxDaLuz ancora um espaço especial de interação para sua comunidade nesse ano. Muitas dúvidas e certezas deverão ser trocadas, conectadas e transformadas no dia 21 de outubro”, diz Mariana Cogswell, organizadora e curadora do TEDxDaLuz.

Para mais informações, acesse tedxdaluz.com.br.

TEDx é um evento independente e chancelado pelo TED, organização sem fins lucrativos que desde 1984 promove série de palestras sobre os mais variados temas contemporâneos.

Assuntos desse conteúdo
,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo capital.

4 Comentários

  • A) 50 só? (parece-me que 50 virou um número cabalístico, atualmente – ahahaha!)

    Intimista, mesmo, inclusive pelas áreas dos Palestrantes. Acho que será muito especial.
    Que se agitem o ‘mundo das ideias’ e que se partejem às especiais e se possível (se não for pedir D+), também, às INCONDICIONALMENTE amorosas. Nac♥

    B) Encantador o nome do Movimento:

    “A Arte do Ser Cantante”

    Lembrou-me do Dr. Gaiarsa, no texto/entrevista ‘Nascemos dançarinos como Shiva’

    (…)

    “O homem, quando está solto, também tem movimentos lindos e consegue imitar qualquer animal. Solte-se um pouquinho e mexa as suas mãos à vontade e perceba como você consegue fazer movimentos lindos… ♦Somos todos Shiva♦… Somos dançarinos natos, pena que quase não dançamos… Eu danço quase todos os dias, quase uma hora, e de preferência um CD do Mozart..”
    (…)

    Suponho, que ele além de ser um dançarino de Shiva, fosse um “Ser Cantante”, à VIDA, durante os seus 90 anos, também.

    Grata pela postagem.

Deixe uma resposta para Elisa cunha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *