É possível nunca ser magoado? E o que é esse “eu” que se machuca? J. Krishnamurti responde [VíDEO]

Quando o questionador é o filósofo indiano Jiddu Krishnamurti (1895-1986), seja o assunto a vida, morte, amor, felicidade ou sofrimento, praticamente todas as respostas deságuam na investigação de quem é o “eu” que tão afirmativamente consideramos como nós mesmos. Neste trecho de uma palestra proferida em 1982, em Ojai, na California (EUA), com seu jeito calmo e preciso, Krishnamurti explora a pergunta: “É possivel nunca ser magoado? Não só se ver livre das magoas do passado, mas também de nunca mais se machucar novamente?“. Ele fala por 9min sobre essa entidade que se magoa, as imagens que fazemos e que fazem de nós mesmos, o apego a essas imagens e o problema que isso causa. “Não ria, por favor, isso é muito sério. Porque as consequências de se ferir são muito complexas”.

Segue o vídeo, legendado em português:

//////////

Compartilhado por Fábia Tibúrcio.

Assuntos desse conteúdo
, , ,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

4 Comentários

Deixe uma resposta para Norma Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *