30 dicas de escrita (e de vida) por Jack Kerouac: “Crença & Técnica para Prosa Moderna”

“Eu não conheço outro escritor que abriu o coração como escritor para contar o máximo dos segredos da sua própria mente”, disse certa vez Allen Ginsberg sobre o escritor americano Jack Kerouac (1922-1969). O célebre autor de “On The Road” e “The Dharma Bums“, Kerouac não só explorou seu coração e mente nos livros que escreveu, mas também explorou o ato de escrever como meio vivo de transmitir o que sentia e pensava. Nesse compêndio de 30 máximas, Kerouac reúne o que chamou de “Crença & Técnica para Prosa Moderna” (1959), frases que misturam posturas mentais, métodos de escrita e de preparo para transmitir idéias.

O jeito impulsivo e compulsivo de escrever de Kerouac era conhecido principalmente do livro “On The Road”, redigido em apenas 3 semanas. “Sempre considerei que escrever fosse o meu dever na terra“, disse Kerouac em “Viajante Solitário”.

A tradução é de Padma Dorje, originalmente publicada no site tzal.org.

O original em inglês, “Essentials of Spontaneous Prose“, pode ser lido aqui (pdf).

//////////

Crença & Técnica para Prosa Moderna
Por Jack Kerouac

1. Cadernos secretos rabiscados, páginas datilografadas selvagens, por pura diversão
2. Submisso a tudo, aberto, ouvindo
3. Tenta nunca embebedar-te fora de tua casa
4. Ama tua vida
5. Algo que sintas encontrará o próprio formato
6. Sê louco santoidiota da mente
7. Explode tanto quanto quiseres
8. Escreve o que quiseres sem limites dos limites da mente
9. As indizíveis visões do indivíduo
10. Sem tempo para poesia mas exatamente o que é
11. Tiques visionários sacudindo no peito
12. Sonhando fixado em transe o objeto a tua frente
13. Remove as inibições literárias, gramaticais e sintáticas
14. Como Proust sê um velho perante o tempo
15. Contando a verdadeira história do mundo em monólogo interior
16. O centro gemado do interesse é o olho dentro do olho
17. Escreve rememorando e surpreendendo-te contigo mesmo
18. Trabalha na intensidade concisa do olho médio saltado, nadando no mar
da linguagem
19. Aceita a perda eterna
20. Crê no sagrado desígnio da vida
21. Luta para expressar o fluxo que já existe intacto na mente
22. Não pensa palavras quando parar, tenta ver melhor a imagem
23. Registra cada dia que tenha celebrado na manhã seguinte
24. Nenhum medo ou vergonha da dignidade das tuas experiência, linguagem & conhecimento
25. Escreve para que o mundo leia e veja tua exata imagem dele
26. Livrofilme é o filme em palavras, a forma visual Americana
27. Em louvor ao Personagem na Desolada Solidão inumana
28. Escreve selvagem, indisciplinado, puro, vindo das profundezas, quanto mais louco melhor
29. És um gênio o tempo todo
30. Escritor-Diretor de filmes Terráqueos Patrocinado & feito Anjo no Céu

Assuntos desse conteúdo
,
Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *