Better Life Initiative: Organização cria “Índice de Vida Melhor” personalizável online

Quais países são os melhores para se viver de acordo com o valor que cada pessoa dá a padrões de saúde, meio-ambiente, educação, segurança e outros 7 índices? Esse é o objetivo do “Better Life Initiative“, da Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD), que selecionou 11 tópicos que refletem o que considera “essências do bem-estar” e disponibiliza um sistema online onde qualquer pessoa pode qualificar a importância de cada um deles, e, assim, ver quais países (entre 34 pré-selecionados) são os melhores de acordo com sua própria escala de valores. Os tópicos cobrem duas áreas principais: condições de vida material (moradia, salário e emprego) e qualidade de vida (comunidade, educação, meio-ambiente, governo, saúde, satisfação de vida, segurança e equilíbio trabalho-vida).

É possível também ver cada tópico separadamente, como o índice de Equilíbrio Vida-Trabalho. Há insights interessantes: segundo este índice, os 10 melhores países são todos europeus, e os 4 países da Escandinávia – Finlândia, Noruega, Dinamarca e Suécia – estão entre os 4 melhores. O índice de Equilíbrio Vida-Trabalho leva em conta o tempo dedicado à atividades pessoais, a taxa de emprego de mulheres com filhos entre 6 e 14 anos, e o número de empregados trabalhando mais de 50 horas por semana.

Os dados vem geralmente de fontes oficiais como a própria OECD ou as dados oficiais nacionais ou Estatísticas das Nações Unidas. Alguns indicadores foram tirados do Pesquisa Mundial Gallup (Gallup World Poll), que pesquisa frequentemente a opinião pública em mais de 140 países.

Para criar seu próprio índice, visite oecdbetterlifeindex.org e use o painel à direita da página que vai aparecer para rankear os tópicos que são mais importantes pra você. O mapa se auto-recriará automaticamente de acordo com suas escolhas.