Aquele que reclama amargamente

“Alguém que sempre reclama amargamente da cruz que tem que carregar (marido, mulher, pai, mãe, avô, avó, tio, tia, irmão, irmã, filho, filha, padrasto, madrasta, enteado, enteada, sogro, sogra, genro, nora) é, ao mesmo tempo, a cruz de outra pessoa que amargamente reclama de constantemente ter que carregá-la (nora, genro, sogra, sogro, enteada, enteado, madrasta, padrasto, filha, filho, irmã, irmão, tia, tio, avó, avô, mãe, pai, mulher, marido), sendo este o seu destino na vida; de cada um, de acordo com sua habilidade e para cada um, de acordo com suas necessidades.”
~ Augusto Monterroso (com tintas e pincéis novos aqui)

Escrito por

Jornalista autor do Dharmalog e terapeuta na Hridaya Terapia, em São Paulo.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *